Soa Next Steps/Passos de Adoção SOA

  • View
    1.654

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

SOA e reso te ativos de software na prtica. Essa apresentao aborda aspectos estratgicos, educativos e tcnicos sobre SOA (Service Oriented Architecture), reso de ativos de software, arquitetura e componentizao.

Transcript

  • 1. SOA Next Steps e Roadmap de AdooKleber Bacilikleber.bacili@sensedia.comconfide pblico | www.sensedia.com/br 1

2. Agenda Benefcios e DesafiosPrincipais caractersticasFuncionamento da arquitetura SOAExemplos (Bsicos e Avanados)Web ServicesInfra-estrutura SOARoadmap de Adoo pblico | www.sensedia.com/br 3. Motivao Agilidade Produtividade Fazer mais com menos! pblico | www.sensedia.com/br 4. Arquitetura Tradicional Mundo de conexes Ponto-a-Ponto Muito difcil de entender, manter e evoluir pblico | www.sensedia.com/br 5. SOA NO :SOA no uma tecnologiaSOA no um produto ou plataformaNenhum fornecedor pode vender SOA para vocSOA no uma revoluo ou bala de prataSOA WebServices XML BPMSOA no Puro Marketing pblico | www.sensedia.com/br 6. No h como evitar SOA: Because SOA Comes From So Many Places, SOA Will Happen to Everyone Frank Kenney, Gartner, abr 2007Service Orient or Be Doomed Jason Bloomberg, Ronald Schmelzer, mar 2006 pblico | www.sensedia.com/br 7. Arquitetura Orientada a Servios SOA uma abordagem arquitetural corporativa que permite a criao de servios Service-Oriented de negcio interoperveis que Architecture podem facilmente ser reutilizados e compartilhados entre aplicaes e empresas. pblico | www.sensedia.com/br 8. Dimenses Envolvidas Metodologia / Processos / Governana Em 2010, a carncia de planejamento relacionado a governana ser a razo mais comum dos fracassos em SOA Capacitao e estruturao organizacional Arquitetura Tecnolgica Padres, Frameworks e Boas Prticas Ferramentas em Design-time e Run-time Fator Crtico de TI: Reutilizaopblico | www.sensedia.com/br 9. O que o Mercado anda dizendo... Em 2008, mais de 60% dasempresas utilizaro SOA como O mercado SOA na Amrica Latinaprincpio bsico para a criao deve crescer de US$ 71 de aplicaes e processos demilhes para US$1,6 bilho de misso crtica2006 para 2011 o que representa um crescimentoacumulado de 86% ao anoSOA a nova fundao para a Companies with even basicentrega mais rpida egovernance in place see theeficiente de valor ao negcio benefits through high levels of atravs de TI service reuse and low levels ofservice duplicationpblico | www.sensedia.com/br 10. Conceitos-chave: Baixo AcoplamentoCapacidade dos ativos de TI trabalharem integrados embora existam independentemente Alto Acoplamento Baixo Acoplamento pblico | www.sensedia.com/br 11. Conceitos-chave: Abstrao Permite que agentes humanos interajam com sistemas complexos de uma forma simples: pblico | www.sensedia.com/br 12. Conceitos-chave: Asset Elemento de software que encapsula conhecimento e que pode ser reusado: Quais so os seus? pblico | www.sensedia.com/br 13. Exemplo de AtivosComponentes para domnios especficos de Servios de negcio (representados atravs de modelos ou Negcio componentes/servios de software) COTs (Commercial off-the-shelf), mdulos de Mdulos e APIs produtos com APIs, servios disponveis de de produtos forma on-demand Patterns de arquitetura, de design, padres de Padres interface, codificao etc Biblioteca de funcionalidades e componentes Componentes tcnicos que servem de base para novos Tcnicos / desenvolvimentos Framework Modelos e documentos gerados no ciclo de vida Templates de desenvolvimento Classes, funes e procedimentos ou, no pior Cdigo caso, reuso copy&paste pblico | www.sensedia.com/br 14. Benefcios e Desafios confide pblico | www.sensedia.com/br 15 15. Benefcios Esperados de SOA Time-to-Market / AgilidadeReduo de CustoFacilidade / Flexibilidade de ManutenoMelhoria da Qualidade / MaturidadeOtimizao dos processosTransformao dos negcios / Oportunidades de Receita pblico | www.sensedia.com/br 16. SOA: Manuteno vs. Inovao pblico | www.sensedia.com/br 17. Principais Desafios Organizaoe Pessoas Tecnologia ePapis e Responsabilidades FerramentasMudana de Cultura,TreinamentosArquiteturas PadronizadasPromoo, Acompanhamento Middleware de Integraoe Enforcement Padres de Classificaoe DocumentaoProcessos eRepositrio de AtivosPolticas Reutilizveis Ciclo de Vida dos Ativos Metodologia de Desenvolvimento Revisitada Processos de Manuteno pblico | www.sensedia.com/br 18. FuncionamentoBsico SOA confide pblico | www.sensedia.com/br 19 19. Dinmica de FuncionamentoDiretrio de ServiosQuery Service 2Register Service1Service Contract 3 and AddressConsumidorBind Service 4Provedor do Serviodo Servio Service Response 5 Ex.: SubmarinoEx.: CorreiosLoja Virtual Tracking de Pacotes pblico | www.sensedia.com/br 20. Dinmica de Funcionamento muito mais comum encontrar integrao com ligao ponto-a-pontousando Web ServicesConsumidorBind Service4 Provedor do Serviodo ServioService Response5 Ex.: SubmarinoEx.: CorreiosLoja Virtual Tracking de Pacotes pblico | www.sensedia.com/br 21. Mais alguns exemplos de Servios Servios Bsicos: Stock Quotes Previso do Tempo Servios com Valor Estratgico para o Negcio Status de Pedido Consulta de Extrato Consulta de ndice de Risco pblico | www.sensedia.com/br 22. Agncia de Viagens pblico | www.sensedia.com/br 23. Como SOA vemTransformando Negciosconfide pblico | www.sensedia.com/br 24 24. Alguns (bons) Exemplos Algumas empresas j vm destacando-se ereinventando sua forma de realizar negcios Alguns destaques globais: Amazon.com Strike Iron Massa crtica:ComponentSource Widgetbox pblico | www.sensedia.com/br 25. Amazon.com Webservices Marketplace at 1click pblico | www.sensedia.com/br 26. Strike Iron Its all about information pblico | www.sensedia.com/br 27. Component Source (http://www.componentsource.com) pblico | www.sensedia.com/br 28. O Fenmeno Web 2.0 pblico | www.sensedia.com/br 29. Serasa Estamos comeando? pblico | www.sensedia.com/br 30. E quanto a todos ns? Reflexes:Isso se aplica a mim?Comprador desolues de softwareFornecedores deserviosVendors de produtos/pacotesSoftware as a Service (SaaS) ?? pblico | www.sensedia.com/br 31. Quando NO usar SOA Em ambientes estveis, homogneos e quandoa empresa no oferece servios de softwarepara parceiros, clientes ou fornecedores Como SOA baseado em troca de mensagense baixo acoplamento, para os casos quenecessitem de desempenho real-time, SOApode no ser a melhor abordagem pblico | www.sensedia.com/br 32. Servios: Identificao,Modelagem,Granularidade, ...confide pblico | www.sensedia.com/br 33 33. Identificao de Servios Top-Down Identificando as necessidades de negcio e modelando essas necessidades em servios de alto valor agregado Bottom-Up Disponibilizando um conjunto de funcionalidades j disponveis nos sistemas existentes (legados) Recomendao (meet in the middle): Primeiro a anlise Top-Down e depois a Botom- Up para preservar o alinhamento com o negcio que o principal objetivo de uma arquitetura orientada a servios pblico | www.sensedia.com/br 34. Trade-off da Granularidade Coarse-Grained Fine-Grained Melhor pois o nmero deRequer mais troca dePerformancetroca de mensagens menor mensagens Simplificado pois o controle Testar mais desafiadorTestabilidadedo caminho de execuo pois o fluxo desconhecidolimitadoMenos flexvel Permite composio eFlexibilidade orquestrao mais difcil surgirem Gros menores so maisReusabilidadeoportunidades de reso parafacilmente reutilizadosos gros maiores Melhor pois haver umO nmero de serviosGerenciamentonmero menor de servios pode explodir Representa melhor um Pode ser muito detalhadoValor para o negcioconceito de negcioTudo em funo de decises de design pblico | www.sensedia.com/br 35. Implementando SOAcom Web Services confide pblico | www.sensedia.com/br 36 36. Web Services Baseado em padres abertos de grandeaceitao no mercado Aplicaes podem ser desenvolvidas emqualquer linguagem que possua suporte aWebServices de forma bastante simples** Forma padronizada para se descrever asinterfaces dos servios Infra-estrutura de transporte e comunicao jexistente a Web (baixos custos de adoo) Ferramentas do suporte e cuidam de quasetodos os detalhespblico | www.sensedia.com/br 37. Dinmica de Funcionamento Registro deWSDL Service Endpoint Servios UDDI SOAP Message Diretriode ServiosPublish WSDL1Query Service 2(UDDI query API) ImplementaoServices Info3do Servio JEE(WSDL file)Consumidor Invoque4Provedor do Servio do ServioResponse5 Consumidor doServio .Netpblico | www.sensedia.com/br 38. WS* Um oceano de especificaesBusinessManagement PresentationProcessInteroperability Metadata Security Transaction ResourceReliabilityMessaging and Transport XML pblico | www.sensedia.com/br 39. Interoperabilidade Composta por cerca de 130 empresas (70% vendors; 30% end-user organizations) Objetivos: Integrar especificaes Promover implementaeswww.ws-i.org consistentes Oferecer guias, boasMain Deliverables: Basic Profile prticas, ferramentas e Basic Security Profile exemplos de Attachments Profile Testing Tools implementao Sample Applications Encorajar a adoo atravs de consenso pblico | www.sensedia.com/br 40. UBR UDDI Business Registries Catlogo global com informaes Concluso:sobreQuem tem amigosprovedores de servios e servios disponveis no precisa depara invocao pginas amarelas Funo de pginas amarelas para descobertade servios pblicos UBRs pblicos: Microsoft, IBM e SAP(lanamento em Set/2000) .... pblico | www.sensedia.com/br 41. Infra-estrutura SOA confide pblico | www.sensedia.com/br 43 42. Quais Classes de Ferramentas estorelacionadas a SOA? Design Time: Modelagem de Negcio: BPM (BPMN, ...) Catlogo de Ativos Reutilizveis Run Time: Container de WebServices ESB: Enterprise Service Bus Registro de localizao de Servios e Aplicaes de Policies de Governana BAM: Monitoramento de Atividade de Negciopblico | www.sensedia.com/br 43. ESB: Nova Classe de Produtos? Objetivo:: Integrar! O que existe por a? Enterprise Service Bus (ESB) Message-Oriented Middleware (MOM) Features comuns:Garantia de entrega das chamadas/mensagens Roteamento e Transformao Mediao, Load-balancing e Adaptadores Segurana, Logging e Auditoria ESB = MOM++ pblico | www.s