of 24/24

AS NOVAS DOUTRINAS SOCIAIS DO SÉCULO XIXredesagrado.com/sagrado-coracao-marilia/_upload/files/AulaNovDoutr.pdf · AS NOVAS DOUTRINAS SOCIAIS DO SÉCULO XIX • Doutrinas são princípios,

  • View
    229

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of AS NOVAS DOUTRINAS SOCIAIS DO SÉCULO...

  • AS NOVAS DOUTRINAS SOCIAIS DO SCULO XIX

    Doutrinas so princpios, ideologias ( conjunto de idias ) que surgiram no sculo XIX essas doutrinas propunham uma nova sociedade livre da explorao capitalista

    QUAIS SO ESSAS DOUTRINAS ?

    SOCIALISMO ANARQUISMO

  • REVENDO O QUE CAPITALISMO

    O capitalismo um SISTEMA ECONMICO em que os MEIOS DEPRODUO e distribuio so de PROPRIEDADE PRIVADA e com fins lucrativos

    SISTEMA ECONMICO o modo de:

    ProduoDistribuioConsumo de bensPrestao de servios( mo-de-obra)

    MEIOS DE PRODUO so osinstrumentos usados para produzir

    Instalaes ( fbricas )Matria-primaMquinasFerramentasEnergiaTransporte etc...

    PROPRIEDADE PRIVADA propriedade particular todos osmeios de produopertence ao dono do capital, assim como,os lucros

  • EXPLORAO CAPITALISTA no capitalismo, os meios de

    produo esto nas mos de um minoria, a classe social dos

    CAPITALISTAS ( a burguesia ), que exploram ao mximo a mo-

    de-obra do trabalhador ( o operrio ) que trabalha muito e

    recebe muito pouco pelo que faz.

    O OBJETIVO DO CAPITALISTA, maximizar O LUCRO eminimizar o custo

  • Isto , ExploraoCapitalista

    operrio

    Patro

  • CAPITALISMO

    EXPLORAO

    LUCRO

  • A explorao capitalista atinge milhes de crianas no Brasil e recai principalmente sobre o Nordeste, regio mais pobre do pas.

  • LADO NEGRO DO CAPITALISMO

    Os capitalistas s se importamcom os lucros e no com asconsequncias

  • Por que surgiram essas Doutrinas?

    -Surgiram devido a intensa explorao da mo-de-obra nas minas e nas fbricasonde os operrios trabalhavam de 12 a 14 horas por dia e recebiam um mserosalrio

    -Surgiram tambm devido ao nmero de desempregados e de miserveis queorganizavam movimentos contra essa situao, por toda a Europa.

    CONCLUSO A Revoluo Industrial, ao mesmo tempo que trouxe grandes transformaes tecnolgicas para o mundo, ocasionou tambm grandes problemas sociais, causados pelas pssimas condies de trabalho dentro das fbricas, da vida miservel fora delas e dos baixossalrios.

  • A vida dos trabalhadores de Londres no sculo XIX

  • QUAL A REAO DOS OPERRIOS CONTRA ESSA SITUAO?

    REVOLTAS E MOVIMENTOS GREVISTAS

  • A REAO DOS OPERRIOS ERAM AS REVOLTAS

    Revoltas operrias

    Ludismo foi um movimento liderado por Wullian Ludd os operriosorganizaram um movimento contra as mquinas quebraquebra das mquinas responsveis pelo desemprego

    Cartismo vem de carta ao povo- os operrios ingleses exigiam o direitodo voto e de representantes na Cmara dos Deputados

    Sindicato eram associaes organizadas pelos operrios para defenderseus direitos. Atualmente, toda categoria tem seu sindicato

    Qual a reao da Burguesia? esses movimentos foram violentamenteReprimidos pelo governo a servio da burguesia.

  • Em meio violncia, e as condies sub-humanas dos operriospara sobreviverem, surgiram alguns filsofos propondo uma novasociedade, livre da explorao capitalista O SOCIALISMO

  • SOCIALISMO uma doutrina social que prega uma sociedade igualitria ( sem distino social ),mais justa, mais humana e sem a explorao do sistema capitalista onde os quetrabalham pouco, ganham muito e os que trabalham muito ganham pouco

    TIPOS DE SOCIALISMO

    SOCIALISMO

    Socialismo

    Utpico

    Socialismo

    Cientfico

    Socialismo

    Cristo

    O QUE O SOCIALISMO?

  • Os socialistas utpicos faziam crticas s grandes propriedades e defendiam uma sociedade igualitria baseada na cooperao e na harmonia entre os homens

    utopia significa: iluso, sonho- os utpicos idealizavam uma sociedade onde todos trabalhassem e vivessem felizes, sem misria

    SOCIALISMO UTPICO

    OS PRINCIPAIS UTPICOS : Saint-Simon

    Fourier

    Owen Obs: ver o que cada um defendia, pgina 75 apostila 05

  • Representados por Karl Marx e Engels, que criticavam os utpicos , que propunham uma sociedade ideal, mas irrealizvel e que seus defensores eram utpicos, isto , sonhadores.

    -A situao de explorao da classe operria

    -A concentrao de riquezas nas mos daburguesia

    -E a propriedade privada dos meios de produo( matria-prima, mquinas etc...)

    SOCIALISMO CIENTFICO

    Criticavam ainda:

  • foi a posio da Igreja Catlica frente aos problemas sociais criados pelaRevoluo Industrial - a explorao capitalista

    Atravs da Encclica ( carta papal )Rerun Novarun, lanada pelo Papa Leo XIII,Igreja fez intensas crticas explorao da mo-de-obra operria e passou a defender: melhores condies de trabalho, salrios e a regulamentaodas Leis Trabalhistas

    SOCIALISMO CRISTO

    A Igreja procurou colocar a religio, isto , os princpios cristosde amor ao prximo e de fraternidade como instrumento de

    e Reforma e Justia Social

  • poltico e filsofo alemo que juntamente com Engels publicaram o Manifesto Comunista

    O capital - obra onde define sua doutrina e uma anlise histrica e filosfica da sociedade

    Em sua anlise, Marx concluiu que:

    a riqueza gerada pelo trabalho, entretanto, essa riqueza no usufruda por todos ostrabalhadores, uma vez que eles no so os proprietrios dos meios de produo.( matria-prima, equipamento, instalaes etc...)

    Essa concentrao de riqueza nas mos da burguesia se explica pela teoria doMAIS VALIA, isto ,

    a diferena entre o salrio recebido e o valor produzido pelo operrio.

    ISTO O QUE CHAMAMOS: EXPLORAO CAPITALISTA

    QUEM FOI KARL MARX ?

  • Em 1848 lanado o:MANIFESTO COMUNISTA

    LEMA: PROLETRIO DE TODOS OS PASES, UNI-VOS

    KARL MARX E ENGELS

    ASSIM, AS IDIAS SOCIALISTAS SE ESPALHARAM PELO MUNDO

    COMO MUDAR ESSA SITUAO ? se a classe operrio tomasse o poder o governo

    COMO FAZER ISSO ? Atravs de uma REVOLUO do proletariado ( operrios )

    A REVOLUO SERIA A NICA FORMA DE O OPERARIADO TOMAR O PODER, E ABURGUESIA SERIA UM INSTRUMENTO DO ESTADO PARA REPRIMIR E COMBATERESSES MOVIMENTOS OPERRIOS.

  • Os proletrios nada tm a perder seno seus grilhes. E tm um mundo todo para ganhar. Proletrios de todo o mundo, uni-vos!

    Manifesto Comunista

    Karl Marx um dos pensadores mais privilegiados de todos os tempos. Ele pertence ao seleto grupo de homens que mudaram o mundo .

    Durante o sculo 20, uma boa parte das propostas econmicas e polticas de Karl Marx foram implantadas em quase um tero do planeta. a Unio das Repblicas Socialistas Soviticas e pases da Europa Oriental viveram sob a chamada doutrina marxista por dezenas de anos

  • Casa onde nasceuem Trves, Alemanha Aos 21 anos

    Marx e Engels Aos 54 anos Aos 64 anos

    Em famlia

    KARL MARX

  • ANARQUISMO

    Uma ideologia poltica que se diferenciavaem alguns pontos do socialismo

    Defendido pelo russo Bakunin, que pregava a violncia terrorista como nica alternativa para ostrabalhadores alcanarem uma sociedade sem Estado ( sem governo ), isto mesmo, os anarquistas

    defendiam a extino do Estado e de qualquer forma de autoridade sobre o indivduo.Imagine voc, uma sociedade sem governo, sem autoridade, sem disciplina e comando

    Na realidade, no h ordem sem autoridade, assim como no h disciplina sem comando

    A influncia dessas idias no Brasil deu-se com a vinda dos imigrantesitalianos e espanhis que organizaram a classe operria iniciando osprimeiros movimentos operrios no Brasil