Corre Zola

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

bronquite

Text of Corre Zola

  • INSTITUTO BIOLGICO

    PS-GRADUAO

    Frequncia de reaes sorolgicas para Mycoplasma gallisepticum em aves de postura de granjas comerciais localizadas no Estado de So Paulo.

    Luis de Macedo Correzola

    Dissertao apresentada ao Instituto Biolgico, da Agncia Paulista de Tecnologia dos Agronegcios, para obteno do ttulo de Mestre em Sanidade, Segurana Alimentar e Ambiental no Agronegcio. rea de Concentrao: Sanidade Animal, Segurana Alimentar e o Ambiente Orientadora: Profa. Dra. Claudia Del Fava Co-orientador: Dr. Marcos Roberto Buim

    So Paulo 2010

  • DADOS DE CATALOGAO NA PUBLICAO (CIP) Ncleo de Informao e Documentao - Biblioteca

    Instituto Biolgico Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de So Paulo

    Correzola, Lus de Macedo Freqncia de reaes sorolgicas para Mycoplasma gallisepticum em aves de postura de granjas comercias localizadas no Estado de So Paulo / Lus de Macedo Correzola. -- So Paulo, 2010. Dissertao (Mestrado) Instituto Biolgico (So Paulo). Programa de Ps-Graduao. rea de concentrao: Sanidade Animal, Segurana Alimentar e o Ambiente. Linha de pesquisa: Gesto Sanitria e Ambiental na produo animal. Orientador: Cludia Del Fava.

    Co-Orientador: Marcos Roberto Buim. Verso do ttulo para o ingls: Serologic response of commercial laying hens against Mycoplasma gallisepticum at So Paulo State. 1. Micoplasmose 2. Mycoplasma gallisepticum 3. Soroaglutinao rpida 4. Aves de postura comercial 5. ELISA (Tcnica imunolgica) I. Fava, Cludia Del II. Buim, Marcos Roberto III. Instituto Biolgico (So Paulo). Programa de Ps-Graduao IV. Ttulo

    IB/Bibl. /2010/011

  • FOLHA DE APROVAO

    Nome do candidato: Luis de Macedo Correzola

    Ttulo: Frequncia de reaes sorolgicas para Mycoplasma gallisepticum em aves de postura de granjas comerciais localizadas no Estado de So Paulo.

    Orientadora: Profa. Dra Claudia Del Fava Co-orientador: Dr. Marcos Roberto Buim

    Dissertao apresentada ao Instituto Biolgico da Agncia Paulista de Tecnologia dos Agronegcios para obteno do ttulo de Mestre em Sanidade, Segurana Alimentar e Ambiental no Agronegcio.

    rea de Concentrao: Sanidade Animal, Segurana Alimentar e o Ambiente

    Aprovada em: Banca Examinadora Assinatura:

    Profa. Dra.: CLAUDIA DEL FAVA

    Instituio: INSTITUTO BIOLGICO/SP

    Assinatura:

    Prof. Dr. FERNANDO GOMES BUCHALA

    Instituio: Coordenadoria de Defesa Agropecuria do Estado de So Paulo/SP

    Assinatura:

    Profa. Dra. SIMONE ALVES MENDES RIBEIRO

    Instituio: LANAGRO So Paulo/SP

    SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO AGNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGCIOS

    INSTITUTO BIOLGICO Ps-Graduao

    Av. Cons. Rodrigues Alves 1252 CEP 04014-002 - So Paulo SP

    pg@biologico.sp.gov.br

  • Dedicatria

    Dedico aos meus pais,

    Estevam e Syomara,

    na tentativa de agradecer por tudo o que me fizeram, e ainda o fazem,

    obrigado !

  • Agradecimentos

    A Dra Vera Lucia Nascimento Gonalves, pelo convvio dirio e pela generosidade

    em permitir a realizao deste trabalho. Muito obrigado!

    Ao Dr. Fernando Gomes Buchala, pelo incentivo e por reconhecer a importncia da

    realizao deste.

    A Dra Claudia Del Fava, por me acompanhar em todas as fases da realizao desta

    dissertao, com ensinamentos, orientao, entusiasmo, incentivo, e

    principalmente, apoio e amizade!

    Ao Dr. Ricardo S. Jordo, do Instituto Biolgico de So Paulo, pela confiana e

    apoio;

    Ao pessoal do Centro Avanado de Pesquisa Tecnolgica do Negcio Avcola, da

    Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento do Instituto Biolgico, Bastos, em especial

    a Dra Nilce Soares, e ao Dr Marcos Buim, meu co-orientador, pela motivao, apoio

    e por permitirem a realizao da parte prtica neste conceituado laboratrio.

    Ao Sindicato Rural de Bastos e ao seus diretores, Shigeyuki Toyoshima e Yasuhiko

    Yamanaka, pela ajuda e suporte prestados;

    A empresa Biovet, pela doao dos antgenos para a realizao da prova de

    soroaglutinao rpida.

    A Associao Paulista de Avicultura, APA, aos Drs. Erico Pozzer e Jos Roberto

    Bottura, e a Ligia Okamura pelo incentivo e doao dos kits para a realizao da

    prova de Elisa.

  • Ao pessoal da APA /Coordenadoria de Defesa Agropecuria, em especial Dra.

    Snia Maria Martins Vitagliano, por toda ajuda e coleguismo e tambm ao Onzio

    Oliveira, Lcio Leite Filho, Kellen Trivelatto, Pedro Abreu e Souza, Daniela O. Souza

    e Fernanda Barbosa pelo incentivo e compreenso, e ao mdico veterinrio Vagner

    Watanabe, pela fundamental ajuda na colheita do material.

    Ao pessoal do Escritrio de Defesa Agropecuria de Tup, e ao seu diretor, Dr.

    Dorcelino Dezzan e, principalmente, ao Cristvo S. Altero, por todo apoio que

    recebi quando estive em Bastos e regio.

    A todos do Centro de Anlise e Diagnstico da Coordenadoria de Defesa

    Agropecuria, em especial Ldia Berling, Simone Campos, Leandro Ferreira,

    Marilza Silva Ramos e Lara B. Keid, pela ajuda, coleguismo e incentivo.

    A todos os amigos que fiz durante este curso, hoje Mestres, Marcio Macedo, Diogo

    Manzano, Talita Mikola, Priscilla Schoepps, Rana Rachid, Leandro Venditti e

    Marcelo Nishi, pelos bons momentos nas aulas compartilhadas.

    A Marianne Oliveira, por me acompanhar nesta jornada desde o inicio.

    A Aline Diniz Cabral e Mariana Vaz Rodrigues, minhas irms Del Fava, pelos

    divertidos momentos no Alojamento do Instituto Biolgico.

    A Ana Carolina Goes (Carol) e Mariana Piccolomini, pela amizade, risadas e por

    vocs serem muito bonitas.

    A Patrcia Mattiazzi, para deixar registrada a sua importncia neste e em minha vida.

    A Deus, por tudo!

  • vi

    RESUMO

    CORREZOLA, L. M. Frequncia de reaes sorolgicas para Mycoplasma gallisepticum

    em aves de postura de granjas comerciais localizadas no Estado de So Paulo. 2009.

    Dissertao (Mestrado em Sanidade Animal, Segurana Alimentar e o Ambiente)

    Instituto Biolgico.

    A micoplasmose aviria causa doena crnica respiratria, sendo considerada um dos

    principais problemas da avicultura mundial. As perdas econmicas so devidas a queda

    na produo e qualidade dos ovos, baixa eclodibilidade, alta taxa de pintos refugados,

    queda na eficincia alimentar, condenao de carcaas, alto custo com medicao

    (antibiticos), resistncia bacteriana e restries comerciais. Avaliou-se a freqncia de

    reaes sorolgicas para Mycoplasma gallisepticum em aves de postura comercial no

    Bolso de Bastos e municpio de Guatapar, importantes regies produtoras de ovos no

    Estado de So Paulo no perodo de junho e julho de 2009. Utilizou-se a prova de triagem

    soroaglutinao rpida (SAR) e o exame confirmatrio de ELISA. Os resultados da

    triagem pela SAR no total de amostras do Bolso de Bastos revelaram 88,2% (566/642)

    de reatividade, sendo para aves no vacinadas 85,5% (196/229) e vacinadas 89,5%

    (370/413). Os resultados confirmatrios pelo ELISA no Bolso de Bastos revelaram que a

    reatividade total foi 89,8% (577/642), para aves no vacinadas 97,40% (233/229) e aves

    vacinadas 85,7% (354/413) contra M. gallisepticum. No municpio de Guatapar, em todas

    as granjas amostradas as aves eram vacinadas contra M. gallisepticum e o ndice de aves

    reagentes SAR foi 76,5% (108/141) e ao ELISA 97,20% (137/141). No Bolso de

    Bastos, 84,30% (193/229) das aves no vacinadas apresentaram sororeatividade

    simultaneamente SAR e ao ELISA, porm no foram observados casos clnicos da

    infeco, podendo este elevado nvel de soroeatividade ser devido difuso de cepas

    vacinais vivas, que possuem baixa patogenicidade e imunizam as aves contra as cepas

    de campo. O grande percentual de aves imunizadas nas duas regies que foram

    reagentes simultaneamente SAR e ELISA 84,00% (465/554) ou reagentes somente ao

    ELISA 8,80% (49/554) e a ausncia de sinais clnicos indicam que houve pouca falha

    vacinal. Os elevados nveis de sororeatividade nas granjas do Bolso de Bastos e

    municpio de Guatapar, onde a avicultura comercial intensa indicam que o micoplasma

    est difundido nas granjas, sendo favorecido pelo manejo, onde todas as fases da criao

    so realizadas na mesma granja, pelo adensamento populacional e proximidade entre as

  • vii

    propriedades, onde as aves mais velhas apresentaram maior taxa de sororeatividade,

    sem sinais clnicos respiratrios. Somente por meio de estudo epidemiolgico utilizando

    isolamento do M. gallisepticum e realizando sua caracterizao e diferenciao molecular

    podero ser conhecidos os tipos de cepas que esto estimulando a resposta humoral das

    aves.

    Palavras-chave: micoplasmose; Mycoplasma gallisepticum; soroaglutinao rpida;

    ELISA, aves de postura comercial.

  • viii

    ABSTRACT

    CORREZOLA, L. M. Serologic response of commercial laying hens against Mycoplasma

    gallisepticum at So Paulo State. 2009. Dissertao (Mestrado em Sanidade Animal,

    Segurana Alimentar e o Ambiente) Instituto Biolgico.

    Avian mycoplamosis is considered one of the main problems of poultry worldwide, and it

    causes chronic respiratory illness. Economic losses are due to decrease in production and

    quality of eggs, low hatchability, high rates of culling day-old birds, decrease in feed

    efficiency, poultry carcasses condemnation, high cost with medication (antibiotics),

    bacterial resistance and commercial restrictions. It was valuated the seroreactivity of

    commercial laying hens for Mycoplasma ga