OTIMOS DDS - Httpmundotst.blogspot.com.Br

  • View
    33

  • Download
    8

Embed Size (px)

Transcript

DDS

DDS Dilogo Semanal de SeguranaO QUE UM ACIDENTE? um acontecimento indesejvel tanto para a Empresa como para o colaborador. Um acidente de trabalho pode trazer uma srie de transtornos para o acidentado e muito sofrimento para seus familiares.

Normalmente as conseqncias do acidente afetam: O colaborador e seus familiares

O colaborador acidentado poder morrer, na maioria das vezes deixando sua famlia desamparada, o que trar mudanas radicais na vida de seus familiares. Pode ficar mutilado, sentir dores, etc... Conseqentemente sua famlia tambm.

O empregador

Perde certa mo de obra que em muitos casos difcil substituio, Perde tempo com a possvel paralisao de tarefas e mquinas,

Ter comprometimento com o ritmo de produo,

Receber imagem negativa junto a sociedade e aos rgos Governamentais.

Lembre-se: O acidente de trabalho comprovadamente um pssimo negocio para o colaborador, para sua famlia e tambm para a empresa, portanto, devemos evit-los.

Procedimentos eficientes para evitar acidentes: Seguir as normas de segurana existentes,

Usar EPIS adequados quando necessrios,

Conscientizar que eu sou o principal responsvel por minha integridade fsica, Se auto-policiar com o objetivo de no praticar atos inseguros, Procurar sempre sanar o mais rpido possvel condies inseguras que possam existir em sua rea de trabalho.Atos inseguros

So as maneiras como as pessoas se expem consciente ou inconscientemente aos riscos de se acidentarem.

Exemplos de atos inseguros

Deixar de tomar precaues na execuo de determinadas tarefas; No seguir normas de trabalhos existentes;

No seguir as normas de segurana existentes;

Trabalhar em ritmo perigoso (muito lento ou muito rpido);

Trabalhar sem que os dispositivos de segurana estejam funcionando;

Trabalhar com ferramentas inadequadas;

No usar equipamentos de proteo individual adequados;

Distrair-se ou brincar no local de trabalho; Limpar mquinas em movimento; Realizar movimentos que podem causar leses, como exibir fora com levantamento de peso;

Descer ou subir escadas correndo; Usar ar comprimido para limpeza pessoal;

Jogar objetos em direo a outros colaboradores;

Comer alimentos ou guard-los em locais imprprios;

Improvisar escadas (ex: subir em tambores);

Lubrificar maquina em movimentos;

Subir em escadas mal apoiadas;

Fumar em local proibido; Usar EPI incorretamente.

Lembre-se; a contribuio que damos para nos acidentar-mos denominada de Ato Inseguro.

Condies InsegurasSo falhas ou irregularidades no meu ambiente ou nos locais de trabalho que comprometem a segurana do trabalhador, expondo a riscos eminentes de se acidentar.Exemplos de condies inseguras

Maquinas com dispositivos de segurana defeituosos ou desprovidas deles; Maquinas ou ferramentas defeituosas;

Ventilao imprpria ou inadequada;

Piso defeituoso ou escorregadio;

Equipamentos de proteo individual inadequados;

Extintor de incndio com carga vencida;

Material espalhado prximo ao local de trabalho;

Iluminao imprpria;

Vidros quebrados ou trincados;

Escadas improvisadas;

Lmpadas sem proteo;

Piso molhado; Uso de benjamins; Equipamentos geradores de calor sem placas de identificao;

Equipamentos sem aterramento adequados;

Frascos sem devidas identificaes; Prateleiras com excesso de peso;

Tampar incorretamente bombonas, tambores ou outros recipientes contendo produtos qumicos.

Lembre-se: quando adquirirmos o hbito de policiar nosso local de trabalho, informando o mais rpido possvel aos nossos superiores qualquer situao que possa comprometer a nossa segurana e tambm de nossos colegas, certamente estamos contribuindo de maneira eficiente para nossa segurana.Acidentes X Leses

Os acidentes de trabalho, em funo de suas leses, podem ser classificados da seguinte maneira:

Acidentes sem afastamento: todo acidente que possibilita ao acidentado voltar s suas atividades habituais imediatamente aps o acidente.

Acidente com afastamento: todo acidente que impossibilita o acidentado de voltar s suas atividades at o dia imediato ao acidente.

Acidente com capacidade temporria parcial: a perda de parte da capacidade para o trabalho por um determinado perodo, no afastando o acidentado da empresa.

Acidentes com incapacidade temporria total: a perda total da capacidade para o trabalho por um determinado perodo. Acidente com incapacidade permanente parcial: a reduo de parte da capacidade para o trabalho, impossibilitando a execuo de algumas tarefas. Normalmente esse acidente deixa seqelas que poder dificultar o convvio do acidentado na sociedade.

Acidente com incapacidade permanente total: a perda total da capacidade de trabalho em carter permanente. Este acidente poder tambm excluir o acidentado do convvio na sociedade, trazendo srios transtornos e dificuldades para si e tambm, para seus familiares.

Lembre-se: nenhum acidente desejvel, tanto para a empresa como para os colaboradores, pois estes podero trazer srios prejuzos pra ambos.

Bactrias X DinheiroUma combinao perfeita

Informar a contaminao do papel moeda em circulao no pas poder evitar srias doenas e levar os indivduos a mudanas de hbitos.

O objetivo da pesquisa detectar quais microrganismos esto presentes no papel moeda em circulao, microrganismos estes que podem causar srios danos a nossa sade.

Quando manipulamos dinheiro temos que estar atentos, pois podemos nos contaminar atreves deles, principalmente as notas velhas, sujas ou coladas com fitas. Foram detectados vaias espcies e microrganismos que so normais na flora intestinal do homem, o que evidencia uma contaminao: mos, fezes e dinheiro, possibilitando assim contaminao destes microrganismos para os mais variados pontos.As cdulas contaminadas normalmente so manuseadas por pessoas que, em muitas vezes, tocam nos alimentos e no dinheiro ao mesmo tempo, como por exemplo: bares, pequenas padarias, aougues, etc...

Cuidados que diminuem os ricos de contaminao:

No molhar os dedos com saliva para contar cdulas;

No colocar dinheiro na boca;

No manusear cdulas e tocar em alimentos sem lavar as mos;

Lavar sempre as mos com bastante sabo aps manusear as cdulas.

Lembre-se: O dinheiro apenas uma das possveis fontes de contaminao. Existem inmeras outras, por isso devemos abolir completamente certos hbitos, evitando sempre levar determinados objetos boca, por exemplo: canetas, lpis, grampos e a haste dos culos.

Estudos Ergonmicos

As leses por esforos repetitivos ou por posturas incorretas atingem um nmero muito grande de trabalhadores, nmeros este que preocupa tanto as empresas como os rgos de apoio a sade dos trabalhadores.A ergonomia definida como estudo entre o homem e o seu trabalho, meio ambiente a aos equipamentos. Estes estudos vm garantindo melhoria nas condies de trabalho e mudanas no comportamento dos trabalhadores.

Entre a as diversas normas do setor de sade, a ergonomia enquadra-se na 17, que visa estabelecer parmetros que permitam adaptaes das condies de trabalho ao perfil do trabalhador, de modo a proporcionar maior segurana, eficincia e comodidade.

Porm, estudos estatsticos demonstram de maneira bastante preocupante que o maior problema em relaes as aes preventivas a LER (leses por esforos repetitivos), e a DORT (doenas osteomusculares relacionadas ao trabalho) o prprio trabalhador. Foi constatado que 40,9% dos trabalhadores ainda resistem ao uso constante de aes preventivas em relao a estas leses.

A preveno, sem duvida o remdio mais eficiente e consistem resumidamente em:

Interrupes (micro ativas);

Alongamentos especficos;

Ergonomia (interao eficiente e confortvel com o trabalho).

importante conhecermos um pouco mais dos nossos msculos e tendes para que possamos tomar os devidos cuidados: Msculos: atravs de contraes e relaxamento sustentam o corpo e fazem os movimentos;

Tendes e ligamentos: ligam os msculos aos ossos;

Nervos: comunicam o crebro ao resto do corpo, ou seja, enviam mensagem para contrair e relaxar os msculos e recebem sinal de dor, tato, etc...

Cada movimento nosso implicam em contrao e relaxamento de msculos. Por exemplo, sua mo se fecha (flexiona) quando seus msculos flexores, da parte de baixo do antebrao e palma da mo se contraem. Se mo se abre (estende) ou se dobra para cima quando os msculos extensores na parte de cima do (antebrao) se contraem. Experiente segurar o seu antebrao direito com a mo esquerda e movimente os dedos da mo direita: voc perceber o movimento dos msculos do antebrao direito.

Lembre-se: ergonomia um conjunto de estudos confiveis que d alternativas para trabalhos repetitivos, promove melhorias no ambiente de trabalho, altera mquinas e sugere aes preventivas e corretivas, objetivando que o homem desenvolva suas atividades sem agredir ao funcionamento do seu corpo.

Normas de Segurana Adquiram este hbitoQuando falamos em preveno de acidentes, no podemos medir exatamente o sucesso desta preveno. Podemos medir os fracassos atravs dos coeficientes de freqncia ou gravidade dos acidentes. No temos formulas para saber quantos dedos deixaram de ser decepados, quando olhos permaneceram intactos, quantas dores e sofrimentos foram evitadas e quantas vidas foram salvas.

No temos duvidas de que , quando falamos de segurana, como parte integrante das atividades do trabalho, todos concordam quanto a necessidade de prevenir acidentes. Mas em certos momentos h colaboradores que consciente ou inconscientemente deixam de observar certas normas de segurana,