CTN - ESQUEMATIZADO 2016

  • View
    986

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

  1. 1. Cdigo Tributrio Nacional 1 Edio Lei 5.172/1966 (CTN) - Esquematizada Prof. Fbio Dutra Prof. Fbio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 1 de 79 Cdigo Tributrio Nacional Esquematizado SUMRIO PGINA Introduo Apresentao do Professor e do Material 02 Observaes sobre o CTN 03 Sistema Tributrio Nacional - Disposies Gerais (art. 2 a 5) 04 Competncia Tributria (art. 6 a 8) 06 Limitaes da Competncia Tributria (art. 9 a 15) 08 Impostos (art. 16 a 76) 10 Taxas (art. 77 a 80) 23 Contribuies de Melhoria (art. 81 e 82) 25 Distribuio de Receitas Tributrias (art. 83 a 95) - Legislao Tributria (art. 96 a 112) 26 Obrigao Tributria (art. 113 a 127) 34 Responsabilidade Tributria (art. 128 a 138) 40 Crdito Tributrio e Lanamento (art. 139 a 150) 45 Suspenso da Exigibilidade do Crdito Tributrio (art. 151 a 155) 51 Extino do Crdito Tributrio (art. 156 a 174) 54 Excluso do Crdito Tributrio (art. 175 a 182) 62 Garantias e Privilgios do Crdito Tributrio (art. 183 a 193) 65 Administrao Tributria - Fiscalizao (art. 194 a 200) 70 Administrao Tributria - Dvida Ativa (art. 201 a 204) 74 Administrao Tributria - Certides Negativas (art. 205 a 208) 75 Disposies Finais e Transitrias (art. 209 a 218) 77 Encerramento 79
  2. 2. Cdigo Tributrio Nacional 1 Edio Lei 5.172/1966 (CTN) - Esquematizada Prof. Fbio Dutra Prof. Fbio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 2 de 79 Introduo Apresentao do Professor e do Material Ol, amigos! uma grande satisfao estar aqui com vocs! Sou o Fbio Dutra, professor de Direito Tributrio e Legislao Tributria no Estratgia Concursos. Sou tambm Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil. com grande satisfao que publicamos o Cdigo Tributrio Nacional (CTN) ESQUEMATIZADO, disponibilizando este material gratuitamente a todos vocs! Entendemos que o conhecimento do texto do CTN um requisito bsico, seja na preparao para concursos pblicos que cobram a disciplina de Direito Tributrio, seja na preparao para o Exame da OAB. Tal importncia se d porque o CTN disciplina as normas gerais de Direito Tributrio, aplicveis Unio, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municpios, cumprindo o disposto no art. 146, III, a e b, da Constituio Federal. por isso que em todas as nossas aulas demonstrativas recomendamos aos nossos alunos fazer uma leitura diria do CTN, ainda que poucas pginas por dia, pois, ao longo do tempo, esse esforo dirio repercutir na memorizao do que vocs precisam para acertar as questes de prova que cobram a literalidade do Cdigo. 1. O CTN Esquematizado no deve ser utilizado como nico material de estudo. Vocs no iro aprender Direito Tributrio apenas com este material. O objetivo fornecer um material que os ajudar a memorizar os dispositivos da Lei 5.172/66, melhorando significativamente o nvel de conhecimento de vocs para a prova! Se vocs querem aprender Direito Tributrio, inscrevam-se em um de nossos cursos disponveis no site www.estrategiaconcursos.com.br. 2. O CTN Esquematizado no tem por objetivo analisar entendimentos doutrinrios e jurisprudenciais. Nosso foco ler o CTN e fazer breves apontamentos para facilitar a compreenso do seu texto. 3. Recomendamos a leitura diria do CTN. Sugerimos ler 2 a 3 pginas por dia. Voc pode fazer isso com outras normas que tambm sejam relevantes para o seu concurso, como, por exemplo, a CF/88. Ao longo do tempo, voc ter lido diversas vezes tais normas.
  3. 3. Cdigo Tributrio Nacional 1 Edio Lei 5.172/1966 (CTN) - Esquematizada Prof. Fbio Dutra Prof. Fbio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 3 de 79 Observaes sobre o CTN Embora a leitura do CTN seja primordial no estudo do Direito Tributrio, como a norma foi editada em 1966, alguns dispositivos no se encontram em consonncia com a atual CF/88. Portanto, alertamos vocs para a redao dos seguintes dispositivos: Art. 9 a 15 Abordam as limitaes ao poder de tributar, mas vrios dispositivos no esto de acordo com a CF/88. Portanto, recomendamos a leitura das observaes feitas ao longo desses artigos. Ademais, no se pode dispensar a leitura dos arts. 150 a 152 da CF/88. Arts. 21, 26 e 65 Parcialmente no recepcionados pelo art. 153, 1, da CF/88 (o Poder Executivo pode alterar as alquotas, mas no as bases de clculo de tais impostos). Arts. 28 e 67 No recepcionados pela CF/88. De acordo com o art. 167, IV, da CF/88, vedada a vinculao da receita de impostos a rgo, fundo ou despesas, ressalvadas as excees constitucionalmente previstas. Arts 35 a 42 Ficar atento, pois antes da CF/88, tratava-se de imposto de competncia estadual, e no se tributava as transmisses de bens mveis. Atualmente, a competncia foi ento ampliada e dividida entre os Estados (ITCMD) e Municpios (ITBI). Portanto, a leitura de tais dispositivos deve ser cautelosa, visto que h regras que no se aplicam aos dois impostos. Arts. 52 a 62 Revogados expressamente. Art. 68 a 70 No recepcionados pela CF/88. Trata-se do ICMS, cuja competncia pertence aos Estados e Distrito Federal, sendo tratado pela LC 87/96 (Lei Kandir) Arts. 71 a 73 Revogados expressamente. Arts. 74 e 75 No recepcionados pela CF/88. A Unio no possui competncia tributria para instituir imposto especfico sobre operaes relativas a combustveis, lubrificantes, energia eltrica e minerais. Arts. 83 a 95 Abordam a Distribuio de Receitas Tributrias. Vrios dispositivos j foram revogados, outros no recepcionados pela CF/88. Se o tema for cobrado em seu edital, recomendamos o estudo dos arts. 157 a 162, da CF/88.
  4. 4. Cdigo Tributrio Nacional 1 Edio Lei 5.172/1966 (CTN) - Esquematizada Prof. Fbio Dutra Prof. Fbio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 4 de 79 Cdigo Tributrio Nacional LEI N 5.172, DE 25 DE OUTUBRO DE 1966. Art. 1 Esta Lei regula, com fundamento na Emenda Constitucional n. 18, de 1 de dezembro de 1965, o sistema tributrio nacional e estabelece, com fundamento no artigo 5, inciso XV, alnea b, da Constituio Federal as normas gerais de direito tributrio aplicveis Unio, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municpios, sem prejuzo da respectiva legislao complementar, supletiva ou regulamentar. Comentrio: O dispositivo prescreve que o CTN trata das normas gerais de direito tributrio aplicveis Unio, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municpios. Antes de ler qualquer outro dispositivo desta norma, deve-se ter como premissa o que acaba de ser dito. Observao: 1. A expresso com fundamento na Emenda Constitucional n. 18, de 1 de dezembro de 1965 atualmente se refere aos arts. 145 a 162 da CF/88, que tratam do Sistema Tributrio Nacional. 2. A expresso artigo 5, inciso XV, alnea b, da Constituio Federal atualmente pode ser entendida como os arts. 24, 1 a 4, e 146, da CF/88. LIVRO PRIMEIRO SISTEMA TRIBUTRIO NACIONAL TTULO I Disposies Gerais Art. 2 O sistema tributrio nacional regido pelo disposto na Emenda Constitucional n. 18, de 1 de dezembro de 1965, em leis complementares, em resolues do Senado Federal e, nos limites das respectivas competncias, em leis federais, nas Constituies e em leis estaduais, e em leis municipais. Comentrio: Pela redao do CTN, no constam as medidas provisrias (surgidas com o advento da CF/88), embora tais atos inegavelmente so includos no sistema tributrio nacional, por terem fora de lei, e por serem utilizados muitas vezes para tratar de matria tributria. Lembre-se de que no h qualquer vedao constitucional utilizao de medidas provisrias para tratar de matria tributria.
  5. 5. Cdigo Tributrio Nacional 1 Edio Lei 5.172/1966 (CTN) - Esquematizada Prof. Fbio Dutra Prof. Fbio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 5 de 79 Art. 3 Tributo toda prestao pecuniria compulsria, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que no constitua sano de ato ilcito, instituda em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada. Comentrio: Este talvez seja o dispositivo mais importante de todo o CTN. A razo se deve ao conceito de tributo. impossvel estudar direito tributrio sem se ter a noo exata do que um tributo. O art. 146, III, a, da CF/88, estabelece que cabe lei complementar dar a definio de tributo. Podemos esquematizar o conceito de tributo da seguinte forma: Art. 4 A natureza jurdica especfica do tributo determinada pelo fato gerador da respectiva obrigao, sendo irrelevantes para qualific-la: I - a denominao e demais caractersticas formais adotadas pela lei; II - a destinao legal do produto da sua arrecadao. Art. 5 Os tributos so impostos, taxas e contribuies de melhoria. Comentrio: O CTN definiu que, para identificarmos a natureza jurdica especfica do tributo, isto , a espcie tributria (impostos, taxas, etc.), deve- se levar em conta apenas o fato gerador. Assim, para o legislador, a denominao e as demais caractersticas formais adotadas pela lei bem como a destinao legal do produto da arrecadao do tributo so irrelevantes para definir a sua natureza jurdica. No obstante seja possvel a cobrana literal do dispositivo em provas de concursos, tal regra no se aplica aos emprstimos compulsrios e s contribuies especiais, tributos finalsticos, sendo a destinao da arrecadao critrio de validao constitucional dessas duas espcies tributrias. Quanto ao art. 5, importante saber que, com base na CF/88, existem cinco espcies tributrias (teoria pentapartida): Tributo Prestao pecuniria Prestao compulsria Prestao que no constitui sano por ato ilcito Prestao instituda em lei Prestao cobrada por atividade vinculada
  6. 6. Cdigo Tributrio Nacional 1 Edio Lei 5.172/1966 (CTN) - Esquematizada Prof. Fbio Dutra Prof. Fbio Dutra www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 6 de 79 Teoria Pentapartida TTULO II Competncia Tributria CAPTULO I Disposies Gerais Art. 6 A atribuio constitucional de competncia tributria compreende a competncia legislativa plena, ressalvadas as limitaes contidas na Constituio Federal, nas Constituies dos Estados e nas Leis Orgnicas do Distrito Federal e dos Municpios, e observado o disposto nesta Lei. Pargrafo nico. Os tributos cuja receita seja distribuda, no todo ou em parte, a outras pess