Combustíveis Não-Renováveis

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Combustveis

    Combustveis No RenovveisPetrleo

    A tem Qumica!Programa

    2 Srie | Ensino MdioQumica

    CONTEDOS DIGITAIS MULTIMDIA

    Gu

    ia D

    id

    tico

    do

    Pro

    fes

    so

    r

  • Con

    ted

    os D

    igit

    ais

    Mul

    tim

    dia

    | G

    uia

    Did

    tic

    o do

    Pro

    fess

    or

    Objetivo geral:

    Reconhecer a importncia do petrleo

    como fonte de combustvel e de matria-

    prima.

    Objetivos especficos:

    Reconhecer a origem do petrleo;

    Identificar os produtos que so obtidos

    a partir de matria-prima derivada do

    petrleo;

    Conceituar combustvel e reao de

    combusto;

    Diferenciar combustveis fsseis e

    renovveis;

    Identificar os pases onde esto as maiores

    reservas de petrleo.

    Pr-requisitos:

    Noes de Qumica Orgnica, combusto,

    reaes qumicas, energia.

    Tempo previsto para a atividade:

    Consideramos que duas aulas (45 a 50 minu-

    tos cada) sero suficientes para o desenvol-

    vimento das atividades propostas.

    Vdeo (Audiovisual)

    Programa: A tem Qumica!

    Episdio: Combustveis No Renovveis - Petrleo

    Durao: 10 minutos

    rea de aprendizagem: Qumica

    Contedo: combustveis

    Conceitos envolvidos: combustvel, reaes qumicas, hidrocarbonetos,

    matria-prima, petrleo, recursos renovveis e no renovveis.

    Pblico-alvo: 2 srie do Ensino Mdio

    Coordenao Didtico-Pedaggica

    Stella M. Peixoto de Azevedo Pedrosa

    Redao

    Gleilcelene Neri de Brito

    Tito Tortori

    Reviso

    Alessandra Muylaert Archer

    Projeto Grfico

    Eduardo Dantas

    Diagramao

    Romulo Freitas

    Reviso Tcnica

    Renata Dionysio

    Letcia Regina Teixeira

    Produo

    Pontifcia Universidade Catlica do Rio de Janeiro

    Realizao

    Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educao

    Ministrio da Cincia e Tecnologia

    Ministrio da Educao

  • Aud

    iovi

    sual

    | P

    rogr

    ama

    A t

    em Q

    um

    ica!

    | C

    ombu

    stv

    eis

    No

    Ren

    ovv

    eis

    P

    etr

    leoIntroduo

    Este guia tem por objetivo fornecer elementos que contri-

    buiro com suas atividades em sala de aula.

    Voc poder segui-los integral ou parcialmente, ou apenas

    recolher subsdios para seu prprio roteiro de aula. En-

    tretanto, a sua formao e experincia sero os principais

    fatores que determinaro a melhor forma de conduzir suas

    aulas.

    Mas, no esquea! Verifique a disponibilidade dos recursos

    para a projeo na data prevista para sua aula. Um compu-

    tador ou um equipamento de DVD conectado a uma TV ou

    datashow ser necessrio para a exibio do vdeo. O as-

    sunto instigante, por isso estimule seus alunos a pesquisar

    sobre o tema em questo.

    professor!

    Como obter a ateno de

    seus alunos? Pense nisso!

  • dica!

    No responda automa-

    ticamente s questes

    de seus alunos. Muitas

    vezes, isso impede que

    seu aluno se esforce em

    busca de respostas.

    dica!

    A apresentao do

    contedo como algo in-

    tegrado ao cotidiano dos

    alunos contribuir para

    que eles se interessem

    naturalmente pelo tema.

    Con

    ted

    os D

    igit

    ais

    Mul

    tim

    dia

    | G

    uia

    Did

    tic

    o do

    Pro

    fess

    or

    4

    DesenvolvimentoProfessor, use e abuse do vdeo! Antes de apresent-lo, procure saber o que seus alunos j conhecem sobre o tema que ser

    abordado.

    Voc poder apresentar o vdeo, uma primeira vez, sem interrupes. Em seguida, aps compartilhar livremente as impresses

    dos seus alunos, voc poder repetir algumas cenas e tambm usar o recurso de pausar o vdeo para aprofundar explicaes

    que julgar necessrias.

    A ideia explorar junto com seus alunos, todas as possibilidades que o vdeo oferece. Essa estratgia estimula a participao

    ativa deles na construo de seus conhecimentos. Eles iro gostar e voc tambm!

    Fonte de Matrias-Primas

    Para mim, o petrleo era apenas um combustvel para usar nos carros!

    Eduardo | Personagem do vdeo

    Destaque para os alunos que existem vrios produtos que so feitos a partir de substncias que compem o petrleo. Normal-

    mente associamos o petrleo produo de combustveis como a gasolina e o diesel, mas o nosso dia-a-dia est repleto de

    produtos e materiais obtidos atravs de matria-prima derivada de fraes do petrleo. O episdio cita, como exemplos de

    produtos oriundos do petrleo, o plstico, componentes de cosmticos, querosene, solventes, borracha sinttica e parafina,

    alm da gasolina, diesel, gs liquefeito de petrleo (GLP), leos lubrificantes, dentre outros.

    Pause o vdeo na imagem que reproduzimos acima e pea aos seus alunos que a comentem. Lembre-se: importante eles reco-

    nhecerem que o petrleo, por ser uma mistura complexa de substncias orgnicas, uma importante fonte de matria-primas

    1.

  • Aud

    iovi

    sual

    | P

    rogr

    ama

    A t

    em Q

    um

    ica!

    | C

    ombu

    stv

    eis

    No

    Ren

    ovv

    eis

    P

    etr

    leo

    5

    para a indstria. Nas refinarias, ele passa por um processo de destilao fracionada, sendo separado em diversas fraes, usadas

    para produzir os diferentes produtos citados, alm, obviamente, dos combustveis.

    Voc pode aproveitar esse momento para discutir a composio de cada uma das fraes obtidas na separao, funes orgni-

    cas, nomenclatura de compostos orgnicos, etc.

    Pode-se tambm abordar diferentes mtodos de separao de substncias (ser que todos se aplicariam ao petrleo, ou apenas

    destilao fracionada?).

    Os Combustveis

    Como o petrleo se transforma em combustvel... E tm qumica nessa transformao?

    Eduardo | Personagem do vdeo

    O episdio destaca a importncia dos combustveis, definindo-os como substncias que reagem com o oxignio liberando ener-

    gia. Lembre aos alunos que, a partir desse conceito, podemos dizer que tanto a gasolina e o lcool no tanque de um carro como

    a lenha em uma fogueira so exemplos de combustveis. Questione os alunos sobre a associao apresentada no episdio entre

    o consumo de combustvel nos automveis e em uma fogueira. Lembre que as antigas mquinas a vapor movimentavam trens e

    navios usando lenha e carvo como combustveis.

    Aproveite para discutir com os alunos os conceitos de liberao e absoro de energia, as formas de energia, a definio de ener-

    gia de ativao, a espontaneidade da reao, etc.

    Destaque para os estudantes que as reaes de combusto,nas condies normais de temperatura e presso, so reaes no

    espontneas e exotrmicas, ou seja, liberam calor. A energia necessria para o incio da reao (energia de ativao) obtida do

    mais detalhes

    No site da Petrobras

    voc poder encontrar

    informativos com notcias

    atuais e arquivos muito

    interessantes.

    www.petrobras.com.br

    Outro endereo muito

    rico para consultas o

    site da Veja na Escola,

    onde se encontram

    diversos artigos. Convide

    os estudantes a darem

    um passeio nos autom-

    veis do futuro: o ponto

    de partida o texto de

    VEJA sobre os veculos

    que pretendem zerar a

    emisso de poluentes na

    atmosfera.

    http://veja.abril.com.br/

    saladeaula/090501/p_02.

    html

  • mais detalhes!

    Consulte Tecnologia no

    site da PETROBRAS

    voc encontrar muitos

    artigos falando sobre

    extrao: http://www2.

    petrobras.com.br/portu-

    gues/ads/ads_Tecnolo-

    gia.html

    Con

    ted

    os D

    igit

    ais

    Mul

    tim

    dia

    | G

    uia

    Did

    tic

    o do

    Pro

    fess

    or fsforo, no caso da fogueira, e da fagulha no motor, no caso do carro. A reao libera grande quantidade de energia (Exo = fora,

    trmica = calor).

    Lembre aos estudantes que o petrleo pode, atravs de processo de refino, resultar em diferentes tipos de combustveis como

    querosene de aviao, diesel e a prpria gasolina.

    Eu sei que o petrleo uma matria-prima muito usada para diversos fins, mas assim... Como ele ? Qual a sua composio? Qual a sua origem?

    Eduardo | Personagem do vdeo

    Lembre aos alunos que o petrleo uma mistura complexa de hidrocarbonetos, que originou-se de restos de organismos

    vegetais e animais. Ao longo das eras geolgicas, esse aporte de matria orgnica no solo, protegido do contato com o oxignio

    e submetido a condies de presso e temperatura elevadas, foi decomposto por bactrias anaerbias. Destaque a tela a seguir e

    proponha uma leitura das associaes oferecidas nela.

    Questione por que esses combustveis so denominados de combustveis fsseis.

    Onde a gente pode encontrar o petrleo... e uma curiosidade que eu tenho... onde esto as maiores reservas de petrleo do mundo?

    Eduardo | Personagem do vdeo

    Lembre aos seus alunos que o petrleo geralmente extrado de diferentes profundidades no subsolo, que vo de centenas de

    metros at a alguns quilmetros. Destaque o infogrfico a seguir que indica alguns dos pases detentores das maiores reservas

    mundiais. No Brasil, a descoberta de petrleo nas camadas de pr-sal em 2008 elevou a nossa posio no ranking dos pases

    detentores de reservas mundiais.

  • Aud

    iovi

    sual

    | P

    rogr

    ama

    A t

    em Q

    um

    ica!

    | C

    ombu

    stv

    eis