Demonstrações Financeiras 31.12.2014

  • View
    5

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Demostraciones financieras

Transcript

  • Demonstraes Financeiras

    CCX Carvo da Colmbia S.A. (Companhia aberta)

    31 de dezembro de 2014 com Relatrio dos Auditores Independentes sobre as Demonstraes Financeiras

  • CCX Carvo da Colmbia S.A.

    Demonstraes financeiras individuais e consolidadas 31 de dezembro de 2014 ndice Relatrio da Administrao ............................................................................................................ 1 Relatrio dos auditores independentes sobre as demonstraes financeiras .................................. 5 Demonstraes financeiras Balanos patrimoniais .................................................................................................................... 8 Demonstraes dos resultados ....................................................................................................... 9 Demonstraes dos resultados abrangentes ................................................................................ 10 Demonstraes das mutaes do patrimnio lquido controladora ................................................ 11 Demonstraes das mutaes do patrimnio lquido consolidado ................................................ 12 Demonstraes dos fluxos de caixa .............................................................................................. 13 Demonstraes do valor adicionado ............................................................................................. 14 Notas explicativas s demonstraes financeiras individuais e consolidadas .............................. 15

  • 2

    Relatrio da Administrao Senhores Acionistas, A Administrao da CCX Carvo da Colmbia S.A. (CCX ou Companhia), em atendimento s disposies legais e estatutrias, submete apreciao dos Senhores o relatrio da Administrao e as Demonstraes Financeiras da Companhia, acompanhadas do relatrio dos Auditores Independentes, todos referentes ao exerccio social findo em 31 de dezembro de 2014.

    1. Mensagem da Administrao

    A CCX foi criada a partir da ciso dos ativos de minerao de carvo da MPX Energia S.A. (MPX) localizados na Colmbia, com o objetivo de desenvolver um projeto greenfield na regio de La Guajira. Com a ciso, a Companhia ingressou no Novo Mercado da BM&FBovespa em maio de 2012.

    Entre 2008 e 2013, foram investidos R$ 915 milhes (equivalente a US$391 milhes) no projeto de minerao de carvo. Alm de extensas e bem sucedidas campanhas exploratrias, iniciadas aps as aquisies de direitos minerrios em 2008, que culminaram na certificao dos depsitos de Papayal e Caaverales (divulgada em maro de 2010) e de San Juan (em maio de 2012), a Companhia tambm realizou investimentos no desenvolvimento da engenharia das minas, nos projetos de logstica para escoar a produo do minrio (ferrovia e porto de embarque de carvo, localizado na regio de Dibulla) e na obteno de licenas e permisses governamentais.

    O depsito subterrneo de San Juan possui cerca de 6.2 bilhes de toneladas de recursos certificados de carvo, sendo 5,6 bilhes de toneladas de recursos medidos e indicados. As reservas alcanam 672 milhes de toneladas, com mais de 92% do carvo considerado Pulverized Coal Injection (PCI), utilizado na indstria siderrgica. A certificao dos recursos foi emitida pela AMEC Americas Limited e a certificao das reservas, pela Golder Associates INC., ambas seguindo os princpios adotados no Canad (Canadian National Instrument Report NI 43.101).

    Em 26 de maro de 2014, a controlada indireta da Companhia, CCX Colombia S.A. (CCX Colombia), celebrou o Asset Purchase Agreement (APA) com a YCCX Colombia S.A.S. (empresa controlada pela Yildirim Holding, Inc.), estabelecendo os termos e condies definitivos para a venda dos projetos de minerao a cu aberto de Canaverales e Papayal e o projeto de minerao subterrnea de San Juan, incluindo o projeto de infraestrutura logstica, composto por ferrovia e porto, preo total de US$125 milhes, j incluso os US$5 milhes pagos anteriormente CCX para garantir exclusividade nas negociaes Yildirim (a Transao).

  • 3

    Nos termos do APA, o fechamento da operao ocorrer aps o atendimento de todas as condies precedentes do APA, dentre elas o registro pela Agencia Nacional de Mineria da efetiva transferncia dos ttulos mineiros da CCX para a Yildirim. Em 31 de dezembro de 2013 e 2014, os trs projetos e seus respectivos custos associados foram classificados para o ativo circulante na rubrica Ativo no circulante mantido para venda. Durante o exerccio de 2013, a Companhia registrou proviso para reduo ao provvel valor de recuperao (impairment) de seus ativos com o intuito de ajustar seus valores ao valor recupervel lquido de despesas de venda

    Em 2 de fevereiro de 2015, a Companhia efetuou divulgao em relao a transferncia das 5 (cinco) concesses minerrias, que esto no escopo do APA (Asset Purchase Agreement), onde informava que j havia obtido o deferimento da transferncia em relao a 2 (duas) concesses minerrias, sendo que estava em vias de obter a transferncia de outras 2 (duas) concesses minerrias. Em relao a ltima concesso minerria, a Companhia permance adotando todas as providncias e cumprindo as obrigaes e atos para promover a transferncia da referida concesso minerria o quanto antes possvel, tendo concludo com xito o processo de integrao das concesses minerrias que anteriormente compunham tal ttulo. Em 05 de maro de 2015 a Companhia divulgou que sua subsidiria CCX Colombia recebeu, naquela data, correspondncia contendo pedido de instaurao de arbitragem enviado pela YCCX Colombia S.A.S. (Yildirim e Pedido de Arbitragem, respectivamente) no mbito do APA. Diante da tal Pedido de Arbitragem, a tendncia que seja postergado o processo de fechamento efetivo da Transao, que contratualmente tinha o alvo de ser concludo at Setembro de 2014, mas que j vinha sendo atrasado, conforme atualizao feita pela Companhia por meio de Fatos Relevantes e Comunicados ao Mercado. Em 12 de maro de 2015, a Companhia divulgou que seu Conselho de Administrao recebeu, naquela data, uma correspondncia enviada pelo Blackstone Advisory Partners, na condio de assessor financeiro de um grupo de fundos soberanos e grandes investidores estrangeiros organizados em regime de capital sindicalizado (Proponente), contendo proposta de aquisio no solicitada (Non-Binding Unsolicited Proposal) (Proposta de Aquisio), realizada pelo Proponente, tendo como objeto a totalidade das aes de emisso da subsidiria da CCX Colmbia S.A, por US$170.000.000,00 (cento e setenta milhes de dlares), descontando o endividamento lquido da Companhia (i.e., cash-free, debt-free basis).

  • 4

    A Reunio dos membros do Conselho de Administrao da Companhia para analisar e discutir os termos e condies da Proposta de Aquisio ser realizada e oportunamente informada ao mercado. Gunnar Gonzalez Pimentel Diretor Presidente e de Relaes com Investidores

    1. Demonstraes financeiras

    No ano de 2014, a Companhia no obteve receitas. As despesas gerais e administrativas

    somaram R$ 32,7 milhes e o resultado financeiro lquido foi positivo em R$ 1,1 milhes

    (composto por receitas financeiras de R$ 10,1 milhes e despesas financeiras de R$ 9,0

    milhes).

    Devido venda dos trs projetos de minerao pelo potencial preo de US$ 125 milhes, a

    Companhia registrou em dezembro de 2013 proviso para impairment de seus ativos de R$

    509,4 milhes com o intuito de ajustar seus valores ao valor justo lquido de despesas de

    venda.

    O resultado lquido da CCX em 2014 foi negativo em R$ 30,4 milhes.

    2. Clusula compromissria

    A Companhia, seus Acionistas, Administradores e membros do Conselho de Administrao

    obrigam-se a resolver, por meio de arbitragem, toda e qualquer disputa ou controvrsia que

    possa surgir entre eles, relacionada, ou oriunda, em especial, da aplicao, validade, eficcia,

    interpretao, violao e seus efeitos das disposies contidas no Contrato de Participao

    no Novo Mercado, no Regulamento de Listagem do Novo Mercado, no Estatuto Social, nos

    acordos de acionistas arquivados na sede da Companhia, na Lei das Sociedades por Aes,

    nas normas editadas pelo Conselho Monetrio Nacional, pelo Banco Central do Brasil ou pela

    CVM, nos regulamentos da BM&FBovespa, nas demais normas aplicveis ao funcionamento

    do mercado de capitais em geral, nas Clusulas Compromissrias e no Regulamento de

    Arbitragem da Cmara de Arbitragem do Mercado, conduzida em conformidade com este

    ltimo Regulamento.

  • 5

    3. Relacionamento com auditores independentes Em atendimento instruo CVM no. 381/2003 informamos que no exerccio de 2014 a Ernst & Young Auditores Independentes S/S prestou servios de auditoria externa relacionados ao exame das demonstraes financeiras para a CCX e servios de consultoria tributria para sua subsidiria CCX Colmbia S.A..

    4. Declarao da Diretoria

    Nos termos da Instruo CVM n 480/09, os diretores da CCX declaram que discutiram,

    reviram e concordaram com as opinies expressas no relatrio dos auditores independentes

    e com as demonstraes financeiras referentes ao exerccio social encerrado em 31 de

    dezembro de 2014.

    Rio de Janeiro, 30 de maro de 2015. A Administrao

  • 6

    Manifestao do Comit de Auditoria sobre as demonstraes financeiras

    As Demonstraes Financeiras da Companhia relativas ao exerccio encerrado em 31 de dezembro de 2014 foram revisadas pelos membros do Comit de Auditoria, incluindo o relatrio da administrao e as notas explicativas, tendo sido os mesmos favorveis aos referidos documentos.

    Comit de Auditoria

    Luiz do Amaral de Frana Pereira (Presidente) Samir Zraick

  • Uma empresa-membro da Ernst & Young Global Limited

    7

    Centro Empresarial PB 370 Praia de Botafogo, 370