Introdução a Hermenêutica Bíblica

Embed Size (px)

Text of Introdução a Hermenêutica Bíblica

  • HERMENUTICA

    BBLICA

  • HERMENUTICA BBLICA

    Hermenutica Bblica

    O que Hemerneutica?

    O termo "hermenutica" deriva do grego hermeneuein, "interpretar". A Hermenutica

    Bblica cuida da reta compreenso e interpretao das Escrituras. Consiste num conjunto

    de regras que permitem determinar o sentido literal da Palavra de Deus. Tenha uma vida

    afinada com o esprito Santo, pois Ele o melhor interprete da Bblia 0 (J 16:13; 14:26; I

    Co 2:9 e 10; I J 2:20 e 27);

    Hermenutica evanglica vtima de um dos elementos principais da Reforma: o direito

    que cada um tem de ir direto Bblia e dali tirar sua prpria concluso, pesquis-la e

    alimentar-se espiritualmente. O que da decorre uma espcie de desordem

    hermenutica: tantos quantos so os estudantes, tantas as atualizaes bblicas

    multiplicadas por cada um desses indivduos. No toa que, sendo a Bblia o livro

    principal para os evanglicos, , ao mesmo tempo, o ponto de convergncia e desunio

    entre eles. No que essa desunio ocorra entre pessoas de faces diferentes. Se fosse

    apenas isso, justificar-se-ia, de alguma forma, essas dessemelhanas, mas o fato que elas

    ocorrem dentro de uma mesma comunidade.

    A IMPORTNCIA DESTE ESTUDO

    a. O prprio Pedro admitiu que h textos difceis de entender: "os quais os indoutos e

    inconstantes torcem para sua prpria perdio"(2 Pedro 3:15 e 16).

    b. A arma principal do soldado cristo a Escritura, e se desconhece o seu valor ou ignora

    o seu legtimo uso, que soldado ser? (2 Timteo 2:15).

    c. As circunstncias variadas que concorreram na produo do maravilhoso livro exigem

    do expositor que o seu estudo seja meticuloso, cuidadoso e sempre cientfico, conforme os

    princpios hermenuticos.

    A REGRA FUNDAMENTAL

    A Escritura explicada pela Escritura. A Bblia interpreta a prpria Bblia..

  • 1. PRIMEIRA REGRA

    Enquanto for possvel, necessrio tomar as palavras no seu sentido usual e ordinrio..

    2. SEGUNDA REGRA

    absolutamente necessrio tomar as palavras no sentido que indica o conjunto da frase..

    Esta regra tem importncia especial quando se trata de determinar se as palavras devem

    ser tomadas em sentido literal ou figurado. Para no incorrer em erros, convm, tambm,

    deixar-se guiar pelo pensamento do escritor, e tomar as palavras no sentido que o

    conjunto do versculo indica.

    3. TERCEIRA REGRA

    necessrio tomar as palavras no sentido que indica o contexto, isto , os versos que

    precedem e seguem o texto que se estuda.

    4. QUARTA REGRA

    preciso tomar em considerao o desgnio ou objetivo do livro ou passagem em que

    ocorrem as palavras ou expresses obscuras..

    5. QUINTA REGRA

    indispensvel consultar as passagens paralelas explicando as coisas espirituais pelas

    espirituais (I Cor 2:13). (I Cor 2:13).

    6. SEXTA REGRA

    Um texto no pode significar aquilo que nunca poderia Ter significado para seu autor ou

    seus leitores.

    7. STIMA REGRA

    Sempre quando compartilhamos de circunstncias comparveis (isto , situaes de vida

    especficas semelhantes) com o mbito do perodo quando foi escrita, a Palavra de Deus

    para ns a mesma que Sua Palavra para eles.

  • EXEGESE

    o estudo cuidadoso e sistemtico da Escritura para descobrir o significado original que

    foi pretendido. a tentativa de escutar a Palavra conforme os destinatrios originais

    devem t-la ouvido; descobrir qual era a inteno original das palavras da Bblia.

    a. Sentido histrico: a poca e a cultura do autor e dos seus leitores: fatores geogrficos,

    topogrficos e polticos, a ocasio da produo do livro. A questo mais importante do

    contexto histrico tem a ver com a ocasio e o propsito de cada livro.

    b. Sentido literrio: (significa Exato, Rigoroso ...) as palavras somente fazem sentido

    dentro das frases, e estas em relao s frases anteriores e posteriores. Devemos procurar

    descobrir a linha de pensamento do autor. O que o autor est dizendo e por que o diz

    exatamente aqui?

    c) O sentido Figurado, esta linguagem, chamada de figurada ou representativa, pode ser

    entendida pelo contexto ou pela comparao de outra passagem no mesmo assunto.(ex: a

    arvore que no d frutos ser cortada)

    d) O sentido alegrico, onde se restitui o contedo espiritual escondido sob a letra, onde

    se revela que os textos sagrados dizem uma coisa diferente da que dizem primeira

    vista.(ex ,parbolas)

    e) O sentido tropolgico, ou moral, impe-se a partir do momento em que a Bblia

    escolhida como livro de vida, quer dizer, escrito para a converso do corao.

    Critica Histrica

    o campo de estudo da Escrituras, que estuda a autoria de um livro, a data de sua

    composio, o porque foi escrito, as circunstancias histricos que cercaram sua

    composio literria, sua unidade e autenticidade.

    Orientaes bsicas para o entendimento das Escrituras:

    Ser salvo: Ora, o homem natural no compreende as coisas do esprito de Deus, porque

    lhe parece loucura; e no pode entend-las, porque elas se discernem espiritualmente. (1

    Co 2:14).

    Ler (estudar, conferir) diariamente: (At 17:11).

  • Interpretar literalmente: ( em harmonia com contexto e passagens correlatas).

    Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da escritura de particular

    interpretao. (2 Pe 1:20).

    Saber dividir as Escrituras: ( que dispensao? Dirigido a quem? Dito por quem? Etc.(2

    Tm :15).

    Comparar Escritura com Escritura: (1 Co 2:13).

    Aplicar (por em prtica); e pregar: (At 8:35).

    Ponderando e aprofundando

    Para ler a Bblia fundamental ter claro o objetivo: ouvir o mesmo Deus que falou

    ontem fala hoje, na diversidade da vida humana, nas experincias mltiplas das pessoas,

    das comunidades e dos grupos.

    Sugestes para a leitura da Bblia:

    a. Escolher um texto para ler, estabelecer o inicio e o fim do texto. A delimitao,

    inicialmente, pode basear-se na subdiviso em captulos e versculos da Bblia.

    b. Considerar que a escolha de um texto, bem como todo o processo exegtico, depende do

    lugar social e histrico do leitor e de suas opes de vida.

    c. Ler e reler o texto. No ter logo a preocupao de interpretar o sentido. Familiarizar-se

    com o texto, sinalizar o que chamou a ateno, anotar dvidas e questionamentos.

    Importante: No basta apenas ler o texto escolhido para o estudo. fundamental ler todo o

    livro no qual o texto est inserido para saber o lugar que o texto em estudo ocupa no

    conjunto da obra.

    d. Comparar duas ou trs tradues. Atravs da discusso com outras pessoas procurar o

    porque das diferenas entre as vrias tradues. Quem puder, pesquisar as palavras

    diferentes no texto hebraico ou grego, conforme for o caso. ]

    e. Respeitar o que o texto diz, sem for-lo a dizer o que queremos ouvir.

    f. Ter o cuidado para no passar imediatamente do texto bblico para as situaes

    concretas de hoje, correndo o risco de tirar concluses precipitadas.

    g. Procurar obter informaes complementares sobre a geografia, as rotas comerciais, a

    economia, a agricultura, a histria, a vida, a lngua e os costumes do povo da Bblia. Em

  • geral, as Bblias trazem notas introdutrias sobre cada livro. As informaes contidas

    nessas notas podem nos ajudar a situar o texto no tempo e no espao.

    h. Tomar conscincia de que o texto nasce da diversidade, da fragilidade da experincia de

    pessoas de carne e osso, em suas relaes concretas marcadas pelas diferenas de grupo

    social, raa, sexo, crena.

    i. Ter presente que a memria bblica nem sempre guarda a marca concreta das pessoas

    com seu corpo, seu nome, sua voz, sua atuao. Isso exige ler o texto e ir alm dele. Uma

    ateno especial deve ser dada s omisses e aos silncios.

    j. Ler a Bblia a partir da realidade dos pobres e da luta pela vida. Deixar-se questionar

    pelas situaes desumanas que ameaam a natureza, atingindo especialmente o ser

    humano que se encontra ameaando em seu direito mais elementar: o direito de viver. Ver

    quais as perguntas que o texto escolhido faz para sua realidade e as perguntas que a sua

    realidade faz para o texto.

    k. Lembrar-se que a Bblia o livro da comunidade. Por isso, importante fazer leitura e

    estudo em conjunto, respeitando e acreditando na sua comunidade, no seu grupo de

    estudo. Um mtodo apenas uma ferramenta para facilitar a leitura da Bblia. Seguir os

    passos propostos ajuda a pessoa no se perder no caminho. No entanto, com o tempo,

    atravs do estudo e da convivncia com o povo, cada um vai encontrando o seu prprio

    jeito de estudar e saborear um texto bblico.

    MTODOS DA HERMENUTICA

    1. Mtodo Analtico.

    o mtodo utilizado nos estudos pormenorizados com anotao de detalhes, por

    insignificantes que paream com a finalidade de descrev-los e estud-los em todas as

    suas formas. Os passos bsicos deste mtodo so:

    a. Observao: o passo que nos leva a extrair do texto o que realmente descreve os

    fatos, levando tambm em conta a importncia das declaraes e o contexto.

    b. Interpretao: o passo que nos leva a buscar a explicao e o significado (tanto para o

    autor quanto para o leitor) para entender a mensagem central do texto lido. A

    interpretao dever ser conduzida dentro do contexto textual e histrico com orao e

    dependncia total do esprito Santo, analisando o significado das palavras e frases chaves ,

  • avaliando os fatos, investigando os pontos e fazer a contextualizao