Jornal Informe - Edição 49

  • View
    225

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Dirio da Grande Florianpolis

Transcript

  • oPerao CaiXeiroS

    INFORMEgrande florianPoliS

    quarta-feira, 2 de maio de 2012 . aNo 1 . No 49 - | http://issuu.com/jornal_informe | @jornalinforme | jornal-informe

    22 17Tempo Hoje

    rede de JornaiS

    Cinco homens foram presos. dois eram foragidos. r$ 100 mil foram recuperados e armamentos de grosso calibre foram apreendidos PG a 05

    deiC aCredita que Prendeu quadrilHa reSPonSvel Por 80% doS CriMeS

    altar do divino oleiro ManifeSta Cultura aoriana

    CaMinHo do PeiXe vendaS iniCiaM aPS o feriado

    CoSta da lagoaCoMunidade J Conta CoM ConSelHo de Sade

    Pg a08

    Pg a05

    Pg a06

    HoMeM PreSo Por rouBar arMa eM aPartaMento

    Revlver calibre 32 e munies foram encontradass PG a 11

    divulgao divulgao

    divulgao

    divulgao

    divulgao

    CaMinHo

    divulgao

    divulgao

  • http://issuu.com/jor nal_infor me | @jor nalinfor me | jor nal-infor me | e-mail: redacaofloripa@jor nalinfor me.com.br

    EXPEDIENTE PBLICAO: Informe Editora Jornalstica LTDA LTDA CNPJ 15.020.627/0001-81DIREO GERAL:

    Adriano Ribeiro48 3240-9643

    JORNALISTA RESPONSVEL:Adriano Ribeiro

    0002902SC

    COMERCIAL: Ivon Matoso

    48 3240-9643

    EDIOEduardo Bisotto48 3240-9643

    PROJETO GRFICO: Dda Design

    www.dodadiagramador.com.br

    GRFICA: Rede de Jornais

    Informe

    TIRAGEM 4 mil

    CONTATORua General Eurico Gas-par Dutra, n952 Bairro

    Estreito CEP 88.075-100 Florianpolis-sc

    A 02

    eduardo Bisotto quarta-feira, 2 de maio aBril de 2012

    eduardo fraSe do dia

    Viver no necessrio. Necessrio criar.Fernando Pessoa

    dilma e os juros

    dilma e os juros 2

    maneca perdeu

    maneca perdeu 2

    Competncia

    Problema federal

    Problema federal 2

    atentai!

    eleies municipais

    eleies municipais 2

    Sesso modorrenta, no Senado, mesmo na presidncia da mesa Mo Santa (PMDB-PI) fez um discur-so de quinze minutos, o que no permitido pelo regimento. Como sempre, falando de alhos e bugalhos. Citou Calgula, que indicou o cavalo Incitatus para o antigo Senado

    romano. Mo Santa, lngua nem tanto, tem a mania de gritar o nome dos senadores incitando-os a prestar ateno ao seu discurso. Numa dessas, ao gritar algo a um senador meio sonolento e perceber-lhe o susto, Mo Santa sentenciou:

    - Acordou e concordou...

    No pronunciamento em rede nacional de TV que realizou em homenagem ao Dia do Traba-lho, a presidente Dilma Rousseff (PT) resolveu partir pra cima dos

    bancos. Tendo comeado uma luta que os brasileiros a muito pediam, pela queda dos juros bancrios, a presidente instou a populao a cobrar dos bancos privados (Banco

    do Brasil e Caixa Econmica deram o incio ao movimento) uma forte reduo das taxas bancrias. Est certa a presidente e merece os aplausos de todos.

    No segredo pra ningum que temos um dos maiores spreads (diferena do custo do banco para ter acesso ao dinheiro e o que cobra pra emprestar o mesmo dinheiro) do mundo. Sendo assim e no havendo nenhuma razo para tanto (no as h), bvio que esta diferena tem de cair. Dilma cumpriu o papel de lder da nao, ao colocar os inte-resses do povo em geral acima dos interesses da banca. Merece apoio irrestrito nesta cruzada.

    A presidente Dilma Rousseff (PT) resolveu uma pendncia aberta h muito no seu governo: o novo ministro do trabalho o jovem deputado fluminense Leonel Brizola Neto. Duas consideraes: Dilma fez praticamente toda a carreira no PDT do av de Neto, foi cria poltica de Brizola e s migrou para o PT em 2000, quando o PDT desem-barcou do governo Olvio Dutra (PT) no Rio Grande do Sul. Pode ser inclusive considerada uma novia no petismo. No d pra ignorar o vis pessoal e afetivo da nomeao.

    Se por um lado este vis fica claro, por outro fica clara tambm a derrota de toda a cpula do PDT. Carlos Lupi, ex-ministro que caiu por suspeitas de corrupo, nunca foi com as fuas de Brizola Neto. Ele e seus principais operadores par-tidrios. Dentre os quais o candidato de Lupi, o catarinense Manoel Dias, histrico dirigente trabalhista. Dias disputava com o deputado gacho

    Vieira da Cunha a nomeao. Mas se qualquer um dos dois tivesse sido escolhido, teria aceito, ainda que de mal grado. A escolha de Brizola Neto passou o recado de que Dilma ta andando para toda a cpula par-tidria. O que pode sinalizar para coisa ainda pior, do ponto de vista dos dirigentes trabalhistas: o trn-sito na pasta, que sempre tiveram, acaba aqui.

    A explicao para a ignora-da olmpica de Dilma na cpula pedetista pode estar na eleio de So Paulo. Em troca da nomeao de Brizola Neto, o presidente da Fora Sindical e deputado federal pelo PDT de So Paulo, Paulinho Pereira, apoiaria o candidato petista e do ex-presidente Lula, Fernando Haddad. bvio que Paulinho se tornar o principal operador no Ministrio. (Quem do ramo sabe o que este operador, assim mesmo, entre aspas, significa).

    E diante de tanto empenho do PT, do ex-presidente Lula, da prpria presidente Dilma, no mnimo estranho notar que a Ministra das Relaes Institucionais, Ide-li Salvatti (PT) no opere minimamente nas eleies deste ano em Florianpolis. O PT do municpio segue envolto em brigas internas, prvias, disputas e no mnimo trs teses divergentes. Apoio ao candidato Gean Loureiro (PMDB), apoio a candidata comunista, ngela Albino e candidatura prpria. Afinal, o que Ideli, principal ministra catarinense em dcadas pensa a respeito?

    Exemplo mesmo de competn-cia na articulao poltica deu o prefeito de So Jos, Djalma Berger (PMDB). Sem utilizar praticamente nada dos canais locais do petis-mo, foi direto na cpula. Nomeou Lurian da Silva, filha de Lula, sua Secretaria, articulou, a despeito da resistncia dos petistas locais, a entrada do partido em seu governo e vai pra eleio com apoio, se bobear, at mesmo federal. Fica a dica pros petistas catarinenses de como se faz.

    A investigao sobre a morte do vereador petista de Chapec, Marcelino Chiarello, passa agora para a esfera federal. A deciso foi tomada pelo mi-nistro da Justia, Jos Eduardo Cardozo (PT-SP). A concluso por suicdio a que chegou a Polcia Civil catarinense e o Instituto Geral de Percias uma das pginas mais vergonhosas da segurana pblica estadual. Qualquer um em Chapec sabe que tratou-se de homicdio. Se motivado politicamente ou no, j outra conversa. Mas que a concluso porca dos rgos de seguran-a locais ensejam pensamentos a respeito, no resta a menor dvida.

    Minha opinio: tarde demais. Por mais competncia que a Polcia Federal possa ter (e todos sabemos que tem), as principais pistas j foram eliminadas, as principais provas j desapareceram e as possveis linhas de investigao para se chegar aos culpados j esfriaram. O mximo que a PF conseguir fazer justia memria de Marcelino. Uma pena, j que um crime hediondo como este pode passar a mensagem que a violncia e mto-dos medievais esto novamente autorizados na poltica.

  • A 05

    Segurana quarta-feira, 2 de maio de 2012

    detran: devido s adequaes aos novos padres propostos pelo departamento nacional de trnsito (denatran), o sistema detrannet/veculos do detran ser

    temporariamente desabilitado das 18 horas do dia 4 de maio, s 9 horas do dia 7 de maio. os demais rgos de trnsito do todo o pas tambm devem se adequar.

    deic acredita que prendeu quadrilha responsvel por 80% dos crimesCinco homens foram presos. dois eram foragidos. r$ 100 mil foram recuperados e armamentos de grosso calibre foram apreendidos

    Cerce de r$ 100 mil em dinheiro foram recuperados12 de julho

    dinamites, coletes balsticos e diversos materiais foram encontrados com a quadrilha

    armas de uso restrito do exrcito foram apreendidas com os criminosos

    divulgao

    a operao Caixeiros

    oPerao CaiXeiroS

    Apesar de no haver um nmero exato da quantidade de qua-drilhas que vem praticando ar-rombamentos a caixas eletrnicos em Santa Catarina, a Diretoria Estadual de Investigaes Crimi-nais (DEIC) acredita que a quadri-lha desarticulada no fim de sema-na passado tenha sido responsvel por cerca de 80% dos arromba-

    mentos do Estado, nas formas ten-tada ou consumada.

    A quadrilha foi desarticulada aps um intenso trabalho investigati-vo, que durou cerca de seis meses. As informaes sobre o modus operan-di dos criminosos foram levantadas pela Diviso de Furtos e Roubos da DEIC, que conseguiu chegar aos no-mes dos integrantes da quadrilha.

    A atuao ttica dos policiais comeou na madrugada do ltimo sbado (28), com o cumprimento de cinco mandados de busca e apreenso, expedidos pela comar-ca de Brusque, os quais resulta-ram nas prises em flagrante de: Jonatan Rafael Fisher, 28 anos, natural do Rio Grande do Sul, fugitivo da Colnia Penal Agrcola de Palhoa; Orlandinho Teske, 38 anos, natural de Rio dos Cedros, foragido do Presdio de Brusque; Elias Santos Moraes, 29 anos natural de So Francisco do Sul (SC), com passagens por recepta-o de produto furtado/roubado, sequestro de incapaz e outros crimes; e os irmos Jocemar de Freitas e Jos Luiz de Freitas, este considerado o lder da qua-drilha. Ambos tambm j possuem passagem pela polcia.

    Com os integrantes da qua-drilha, os Policiais apreenderam armamento pesado e de uso res-trito do Exrcito Brasileiro, sendo 3 Fuzis, 1 calibre 7.62mm, outro calibre 5.56mm e um calibre .30; 1 espingarda calibre 12, semi-au-tomtica e 1 pistola PT 99 calibre 9mm. Houve troca de tiros com os policiais, um bandido foi ferido no ombro, encaminhado para atendimento mdico hospitalar e foi liberado em seguida.

    Os policiais tambm recupera-ram cerca de R$100.000,00 (cem mil reais) em dinheiro, apreende-ram celulares, mscaras, coletes balsticos, inmeros utenslios usados para abrir os caixas ele-trnicos, como barras de ferro e mais de 20 bananas de dinamite.

    De acordo com o delegado Diego de Azevedo, a operao contou com to