10ª Edição

  • View
    226

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

10 www.conexaonoticias.com.br

Transcript

  • CCaasstteelloo -- OOuurroo PPrreettoo -- PPaammppuullhhaajulho / agosto - 2010 - Belo Horizonte/MG - 10a edio - Ano II - Distribuio Gratuita | www.conexaonoticias.com.br

    Thiago ComdiaVencedor do 60 Festivalde Piadas do Show do

    Tom CavalcantePgina 3

    Aos 3 anos minha meachou que eu era doido.Aos 18 tive a certeza:

    tomei pau nopsicotcnico.

    Vereador Lo Burgus retiraemenda 7 do Projeto de Lei808/2009 que trata de investi-mentos para a Copa doMundo de 2014.

    Pgina 12

    Verticalizaoda Pampulha

    Willian Reis d dicas de comose comportar profissional-mente nas empresas.

    Pgina 2

    Profissionaisno mercado

    Evento Somando Foras como Conexo Notcias reuniumais de 700 pessoas na PraaDino Barbieiro - Pampulha.

    Pgina 6

    Conexo naPampulha

  • dor eficaz. So cinco pilares com as letras que formam onome CRISTO: criatividade, raciocnio, interatividade,sabedoria, tato e organizao. Criatividade: Devemossempre dar vazo s ideias. Ningum tem a frmula exata dosucesso. O que acontece muito que as pessoas no mensu-ram ou adequam suas ideias. A caem no ridculo. Raciocnio:Este talvez seja o grande porm da atualidade. As pessoasno pensam. Simplesmente no raciocinam nas mais simplestarefas. Interatividade: Aquilo que fao preciso comparti-lhar. Isto nos lembra de trabalho em equipe. No existe Aempresa. Existem As pessoas que fazem a empresa. Sa-bedoria: No sinnimo de formao superior. Existem mui-tos analfabetos sbios. Dentro da empresa, por exemplo, importante que o colaborador esteja atento a tudo que acon-tece. A sabedoria s possvel com o uso constante da mente,seno enferruja. Tato: Quando tocamos nas pessoas, nossasmensagens so mais compreendidas. Tente dar mais abraosnos seus colegas de trabalho. Em seus familiares. Assim voccriar um ambiente mais saudvel e alegre. Organizao:Toda empresa valorizar o colaborador organizado. A orga-nizao proporciona economia de tempo.

    Conexo: Quais os maiores pontos a serem observados emelhorados pelas pessoas dentro das empresas?Willian: Ao adotar estes cinco pilares o profissional estar den-tro de um parmetro razovel para o crescimento profissional.Complementando estas qualidades, podemos avaliar as ques-tes mais corriqueiras que atrapalham os profissionais dentrodas organizaes, por exemplo as intrigas, os sentimentos de in-justia, os anseios por promoo e/ou premiao prematuros eas conversas improdutivas ou grupos de bate papo excessivos.

    Conexo: Para finalizarmos nossa entrevista sobreComo se comportar profissionalmente nas empresas,qual mensagem voc deixaria para nossos leitores?Willian: importante que o funcionrio entenda que a maio-ria dos proprietrios s cresceu devido s suas atitudes.Quando se monta uma empresa, no se tem noo do traba-lho que dar. Da batalha que enfrentar. As coisas acontecemem um ritmo galopante. O empresrio de sucesso no temtempo de parar para lamentar os problemas. Ele enfrenta. aque consegue o sucesso. Isto muito parecido com a frase deJean Cocteau, escritor e cineasta francs que viveu no sculopassado: No sabendo que era impossvel, ele foi l e fez.Ento muitas vezes as pessoas colocam dificuldades na exe-cuo de aes. preciso lembrar que o mundo tem hoje maisde 6 Bilhes de habitantes. Cada um deve buscar seu lugar.

    CONEXO NOTCIAS JULHO / AGOSTO/ 2010CONEXO NOTCIAS JULHO / AGOSTO/ 2010

    EDITORIAL

    EXPEDIENTE

    Atravs dos tempos,o ser humano vem de-senvolvendo tecnologiaspara facilitar nossa vida.Foram inventados carrose avies, cada dia mais funcionais, o rdio ea televiso, revolucionando a comunicao,mas nada se compara ao poder da infor-mtica no mundo todo, acarretando umasrie de mudanas em diversos setores da so-ciedade, como o comrcio, transporte, en-tretenimento, sade e principalmente aeducao.

    Acessar, em tempo real, informaessobre quase tudo que existe no mundo epoder estabelecer contatos com fontes de in-formao uma realidade. Uma coisa, noentanto, me preocupa. O excesso de infor-mao e a veracidade do que se tem emoferta. Acho at que podemos denominaresse fenmeno de poluio da informao,uma vez que o grande nmero de infor-maes acaba no permitindo ao crebrofazer um juzo acerca do assunto, e isto, noacumula conhecimento apenas traz infor-maes que se fragmentam mesmo antes deserem assimiladas.

    Sem sombra de dvidas a informticamuda a forma de pensar do ser humano econsequentemente traz srios comprometi-mentos no comportamento das pessoas, in-dependentemente da idade. Temos que nospoliciar para no virarmos peas fundamen-tais de um invento sensacional, mas que re-quer um uso responsvel e inteligente.

    Enfim, a maior conquista no est na tec-nologia e em todas as suas invenes, massim no saber usar e aplicar todo o conheci-mento adquirido para o bem da humanidade.

    Como se comportar profissionalmentenas empresas DIVULGAO

    Conexo: Willian, como est o mercado de trabalho atual-mente?Willian: Est em um bom momento, apesar do temor da novacrise europeia, o Brasil segue em crescimento.

    Conexo: Os empregos continuam disponveis?Willian: Sim, e como. Existem profissionais que esto sendoprocurados e pagos a peso de ouro. O mercado vai bem, aspessoas compram, gira a economia e surgem vagas.

    Conexo: Porque as empresas necessitam e querem ummelhor comportamento profissional do colaborador?Willian: Vivemos atualmente em um sistema onde o colabo-rador deve ser multifuncional. H alguns anos o indivduo eracontratado para uma determinada funo. E somente esta fun-o ele executava. Com o passar dos anos, a concorrncia ficoumais acirrada, o consumidor quer mais qualidade por menoscusto. Ento significa que o empresrio ou empregador deveter capacidade de reduzir custos para ter bons preos ao mesmotempo em que precisa de produtividade e qualidade.

    Conexo: Ento mudou o perfil do candidato a funcion-rio?Willian: Exatamente. O sistema atual necessita de um cola-borador mais gil e focado no negcio. Assim o colaboradordeve, antes de tudo, ser proativo, solcito, disposto. Pode atno ser, tecnicamente, o melhor, mas se reunir estas qualida-des certamente todo empregador/entrevistador vai admit-lo emant-lo na empresa.

    Conexo:Mas possvel um entrevistador avaliar estas qua-lidades em uma entrevista, antes de admitir o candidato?Willian: Algumas empresas possuem setores de RH total-mente preparados para esta avaliao. Existem diversos tes-tes psicolgicos e formas profissionais de entrevistas quedetectam as caractersticas dos candidatos. Isto quer dizer queo colaborador deve se profissionalizar onde est. Deve se doarao mximo no atual emprego. Assim ele se nivelar comobom profissional. Em 25 anos de Recursos Humanos nuncavi um patro falar mal de um ex-funcionrio bom. Que dedi-cava empresa. Mesmo que este ex-patro esteja perdendo ocolaborador para outra empresa, se for consultado ele noconseguir falar mal. Na situao contrria, quando o cola-borador era ruim, as referncias no so as melhores.

    Conexo: Como ento deve ser o comportamento ade-quado do colaborador dentro de uma empresa?Willian: Em vrios treinamentos ministrados, defendemosum caminho para se atingir os bons modos de um colabora-

    2

    Cida Gregori - RG 1512 MGEditora Responsvel / Relaes Pblicas / Jornalista

    Erika OliveiraJornalista / Revisora

    Mrcio WanderDiagramao

    Eliane Lopes Criao

    Cida GregoriFotografia

    Grfica Sempre Editora LTDATiragem:15000 exemplares

    Redao / Comercial:Av. dos Engenheiros, 300, sala 06 - CasteloBelo Horizonte - MG - CEP: 30.840-300Telefax: (31) 3418-1222 Celular: (31) 8477-6743contato@conexaonoticias.com.brwww.conexaonoticias.com.brwww.twitter.com/conexaonoticias

    O Conexo Notcias um produto da agncia de comunicaoGregori e Arajo Webdesign Ltda.

    DISTRIBUIO GRATUITA

    Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores e norefletem, necessariamente, a opinio do jornal.

    Omercado de trabalho exige cada vez mais dos candida-tos. As vagas existem, mas a falta de profissionais qua-lificados e comprometidos tem aumentado cada vez mais.Ter atitude, ser criativo e relacionar-se bem so as principaiscaractersticas de quem quer conquistar o sucesso na carreira.Confira dicas, de como se comportar profissionalmente nasempresas, na entrevista com Willian Reis, palestrante, co-municador social e scio proprietrio da empresa Juno Re-cursos Humanos Ltda.

    CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA NO SITEWWW.CONEXAONOTICIAS.COM.BR

    Sou morador h 40 anos da regio e estou des-lumbrado com a qualidade da ltima edio dojornal Conexo Notcias. Parabns pra vocs!

    Jos Mrcio (por telefone)

    LEITOR

  • Hoje, com 22 anos ator, humoristade Stand Up Comedy e integrante daTurma da Comdia Stand Up Comedy,um espetculo de humor normalmenteexecutado por apenas um comediante,tambm conhecido como humor de caralimpa em que se liga uma histria outra.

    Desde pequeno Thiago revela quegostava de danar e de se vestir de mu-lher. Cheguei a fazer tratamento com psi-clogo porque minha me achava que euera doido e s fui ter certeza disso quandofui tirar carteira de motorista e tomei pauno psicotcnico, brinca. Como todacriana, Thiago sonhava em ser jogadorde futebol, mas tinha habilidades para aposio errada. Com apenas 1.60 cm que-ria ser goleiro. Mas s foi descobrir queno daria certo em uma peneira no Cru-zeiro Esporte Clube quando o treinadordeixou claro que sem altura, no dava. Foiento estudar. Concluiu o curso de Edu-

    cao Fsica e por incentivo de sua tia, de-cidiu fazer teatro: Ela me matriculou noTeatro do Net eu estava com 18 anos e nasceninhas curtas que fazamos, semprecontei com a presena dos amigos e fami-liares. Como todo mundo ria, vi que tinhafuturo e que no precisava de altura,conta.

    Assim, criou a pea Os Exorcistascom alguns amigos que hoje formam aTurma da Comdia Stand Up Comedy:Cristiano Luiz, criador da Dana do Siri,Rafael Mazzi e Renatinho CP. Na peaThiago interpreta o papel