ONCO - Fisioterapia Na Oncologia

Embed Size (px)

Text of ONCO - Fisioterapia Na Oncologia

REABILITAO DO PACIENTE COM CNCER

Joyce T. Pires

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAINTRODUO

A Reabilitao um processo pelo qual o paciente canceroso pode retornar ao seu nvel de produtividade ou melhorar muito a qualidade de sobrevida.

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIA

A FISIOTERAPIA INICIADA ASSIM QUE O PACIENTE ADMITIDO NO HOSPITAL

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIA1 ETAPA: AVALIAO FISIOTERAPEUTICACONHECER O PACIENTE: SABER SUAS LIMITAES - DIFICULDADES ENSINAR AS TCNICAS A SEREM REALIZADAS

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAAVALIAO FISIOTERAPEUTICA ANAMNESE QUEIXA PRINCIPAL HBITOS DE VIDA FATORES DE RISCOS AGRAVAMENTO DA DOENA CAPACIDADE DE REALIZAR EXERCCIOS

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAAVALIAO FISICA AUSCULTA PULMONAR TOSSE SECA / UMIDA PRODUTIVA / NO SEROSA / MUCOSA / PURULENTA / MUCOPUROLENTA

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAAVALIAO FISICA FORA MUSCULAR DIAFRAGMATICA INTERCOSTAL

USO DE MUSCULATURA ACESSRIA PADRO RESPIRATRIA VERIFICAR EXAMES: RX / GASOMETRIA

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIA2 ETAPA: TRAAR O PLANO DE TTOINDIVIDUAL ADEQUADO AS NECESSIDADES DE CADA PACIENTE PR OPERATRIO DE 5 DIAS MELHORA AS CONDIES DOS PACIENTES - TRABALHO H. ERASTO GAETNER

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIA PACIENTES ONCOLGICOSDISTRBIOS INFECCIOSOS METABLICOS CARDIOPULMONARESTTO AGRESSIVO OU CIRRGICO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIAPREVENIR / TRATAR TCNICAS FISIOTERPICA MELHORA NVEL DE PRODUTIVIDADE MELHORA QUALIDADE DE SOBREVIDA

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIAPREVENO TROMBOSE VENOSA PROFUNDA / TEP ESCARAS COMPLICAES PULMONARES COMPLICAES MOTORAS

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE SNC SEQELA DO PRPRIO TUMOR LESES PERIFRICAS METSTASE DE OUTROS RGOS PARA SNC SECUNDRIAS A RT E QT

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE SNC LOCALIZAO DA LESO HEMIPLEGIA MONOPLEGIA PARAPLEGIA TETRAPLEGIA DISTRBIOS DE MARCHA E COORDENAO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE SNC FASE HOSPITALARMOBILIZAO PRECOCE CUIDADOS RESPIRATRIOS / DD DIMINUI 40% CPT

FASE AMBULATORIALEXERCCIOS MUSCULARES QUEBRA DE PADRES INSTALADOS EXERCCIOS COORDENAO/EQUILBRIO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE CABECA E PESCOCOFAIXA ETRIA ELEVADA TABAGISTA / ETILISTA DE LONGA DATA DPOC / INFECES RESPIRATRIAS

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE CABEA E PESCOODIFICULDADE EXPIRATRIA DA RESISTNCIA DA V.A DA RETRAO ELSTICA ALTERAES DO MECANISMO DE DEGLUTIO/RESPIRAO

DIMINUIO DA CAPACIDADE PULMONAR

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE CABEA E PESCOO FISIOTERAPIA RESPIRATRIAHIGINE BRNQUICA MELHORA DA CAPACIDADE PULMONAR MELHORA DE NVEIS GASOMTRICOS MOBILIZAO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE CABEA E PESCOO FISIOTERAPIA MOTORAEDEMA ALTERAO SENSIBILIDADE TECIDO FIBROSO

ADERNCIA / ELASTICIDADE (RADIOTERAPIA) EXERCCIOS MMICA FACIAL

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE CABEA E PESCOO FISIOTERAPIA MOTORAESVAZIAMENTO CERVICAL - SECO NERVO ESPINHAL

ATROFIA MM TRAPZIO - COMPROMETIMENTO DE ARTICULAO ANALGESIA / TNS EXERCCIOS ATIVOS ALONGAMENTO AMPLITUDE CONTRA INDICADO CALOR PROFUNDO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE CABEA E PESCOOPAROTIDECTOMIA LESO DO NERVO FACIAL

EXERCCIOS DE MIMICA FACIAL ESTIMULAO COM GELO TRISMO - ESPASMO TETNICO DOS MM MAXILARES ABERTURA DA BOCA MENOR 35 mm EXERCCIOS ISOMTRICOS

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE PULMOHEMOPTISE / DISPNIA PATOLOGIA ASSOCIADAS CONSEQUENTE AO CRESCIMENTO / INVASO DO TUMOR

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE PULMOSEQELA RADIOTERPICAPNEUMONITE ACTINEA FIBROSE

CIRURGIA DRENO DE TRAX

SECO PARCIAL SECO TOTAL

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE PULMOHIGINE BRNQUICA NEBULIZAO MANOBRAS DESOBSTRUTIVAS S TOSSE ASPIRAO

MM RESPIRATRIA TRABALHO DE FORA E RESISTNCIA PADRES MUSCULARES RESPIRATRIO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE PULMOPADRO MUSCULAR RESPIRATRIO UMA TECNICA DE VENTILAR DIFERENTES REAS PULMONARES TRABALHO CIENTFICO - ALFREDO CUELLO XENNIO 133 - CENTILOGRAFIA

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE PULMO EXPANSO PULMONAR - PEEPPRESSO POSITIVA AO FINAL DA EXPIRAO VLVULA SPING LOAD NVEIS PR-DETERMINADOS ASSOCIAR A OUTRAS TCNICAS

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO TUMORES DA CAVIDADE ABDOMINALANESTESIA TEMPO CIRRGICO INCISO REDUO DE VOLUMES E CAPACIDADES PULMONARES

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE MAMA+ COMUM ENTRE AS MULHERES PRINCIPAL CAUSA DE MORTE COMBINAES TERAPUTICAS MASTECTOMIA RADICAL MODIFICADA DISSECO AXILAR PRESERVA MSCULO PEITORAL

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO CA DE MAMA OBJETIVOS PRINCIPAISADM OMBRO FORA MUSCULAR REDUZIR EDEMA PREVENIR RETRAES, ADERNCIAS E CONTRATURAS ALONGAMENTO

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIAATUAO DA FISIOTERAPIATRATAMENTO TUMORES SSEOS E MUSCULARES OBJETIVOS PRINCIPAISMOBILIZAO PRECOCE LIMITAES ARTICULARES ADERNCIAS PS-CIRRGICAS/RADIOTERAPIA TRABALHO MUSCULAR CUIDADO - FRATURAS PATOLGICAS/METSTASES

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIA IMPORTANTE COMPREENDER AS LIMITAES DA CINCIA E RECONHECER QUE, AS VEZES, NO ADMINISTRAR NENHUM TRATAMENTO A MELHOR OPO.

FISIOTERAPIA EM CANCEROLOGIA

CONCLUSO

QUALIDADE DE VIDA