Click here to load reader

ARTIGO: PECULIARIDADES DO PROCESSO JUDICIAL · PDF filePrincípios e peculiaridades processuais da atualidade. ... exemplo dos processos trabalhistas que tramitam na fase de conhecimento

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of ARTIGO: PECULIARIDADES DO PROCESSO JUDICIAL · PDF filePrincípios e peculiaridades...

  • ARTIGO: PECULIARIDADES DO PROCESSO JUDICIAL

    ELETRNICO NA JUSTIA DO TRABALHO PJe-JT

    Carlos Roberto Pegoretti Jnior1

    RESUMO: Processo Judicial Eletrnico da Justia do Trabalho. PJe JT. Trata-se

    de verdadeiro instrumento de modernidade da Justia, visando a celeridade na

    prestao jurisdicional. Princpios aplicveis: Universalidade, Ubiquidade,

    Publicidade, Economia Processual, Celeridade, Uniformidade e Unicidade,

    Formalidade Digital. Aspectos prticos e intercorrncias comuns nesta fase de

    implantao do PJe-JT no mbito do TRT da 2 Regio. Estudo das peculiaridades

    no peticionamento, na solicitao de sigilo, e as inovaes quanto s intimaes.

    PALAVRAS-CHAVE: Processo Judicial Eletrnico da Justia do Trabalho. PJe JT.

    Aspectos tericos e prticos. Princpios e peculiaridades processuais da atualidade.

    1 Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de So Bernardo do Campo/SP. Procurador do

    Municpio de Diadema/SP. E-mail do autor: [email protected]

  • 2

    1 Introduo

    O presente estudo pretende compilar e estudar as principais novidades e

    peculiaridades do Processo Judicial Eletrnico na Justia do Trabalho PJe-JT, e

    suas implicaes na rotina dos operadores do direito.

    A Justia do Trabalho foi uma das primeiras a instituir este sistema devido ao

    menor percentual de distribuies em comparao com a Justia Estadual.

    A matria est regulamentada pela Lei n 11.419/06, e pelas Resolues n

    185/13 (CNJ), e 136/14 (CSJT).

    O presente estudo analisa os principais dispositivos legais que regem a

    matria, assim como aponta aspectos prticos do tema.

    A presente anlise dos aspectos tericos e prticos do PJe-JT visa facilitar a

    atuao do operador do direito no dia-dia.

    1 Conceito

    Processo a relao de poder que une as partes e o juiz. Procedimento a

    forma como se desenvolve essa relao.

    E, com base nisso, possvel afirmar no existir processo eletrnico,

    mas procedimento eletrnico, uma vez que a Lei 11.419/06 busca normatizar os

    passos e andamentos eletrnicos necessrios relao processual.

    Entretanto, a prpria lei utiliza a denominao processo eletrnico, e esta

    a expresso que se tornou popular no cotidiano.

  • 3

    2 Princpios aplicveis

    O direito processual brasileiro bastante dinmico e sempre busca

    aperfeioamento. Um dos motivos das transformaes objetiva solucionar o

    problema da morosidade processual.

    Assim, com o intuito de aumentar a celeridade e a efetividade das decises, e

    em busca de um Judicirio mais clere, a EC 45/04, conhecida como "Reforma do

    Judicirio", inseriu expressamente no artigo 5, da Constituio Federal, a garantia

    da razovel durao do processo.

    Para se compreender o funcionamento do processo eletrnico, ser preciso

    identificar os princpios que informaram a Lei 11.419/06, que se somam aos demais

    princpios processuais constitucionais e infraconstitucionais.

    Nesse cenrio encontraremos um novo grau de transparncia dos servios

    judicirios, com amplas possibilidades de fiscalizao pelos jurisdicionados, a

    onipresena da justia, e a modificao na instalao das estruturas forenses, e fim

    dos deslocamentos onerosos aos operadores do direito e aos jurisdicionados.

    - Princpio da Universalidade

    Os sistemas de processo eletrnico estaro em breve em todas as reas do

    Poder Judicirio, seja ele Estadual, Federal, Trabalhista, Cvel, Eleitoral ou Militar.

    Ainda possvel a tramitao de autos total ou parcialmente eletrnicos, ou

    seja, no se faz obrigatria a completa informatizao do processo. o caso por

    exemplo dos processos trabalhistas que tramitam na fase de conhecimento na forma

    fsica, e passam a ser digitalizados a partir da fase de liquidao e execuo. Para

    tanto, as secretarias das varas procedem digitalizao das principais peas para

    que seja possvel a utilizao do meio eletrnico do PJe-JT. Tal ocorre nas varas

  • 4

    hbridas, com processos antigos fsicos e novos processos na forma eletrnica,

    tratando-se de medida criada para que ao longo do tempo no existam mais

    processos fsicos.

    A Lei 11.419/06 faculta a adoo do processo eletrnico. Porm, como

    veremos, o CNJ, por meio de resolues, tem estimulado a adoo dessa nova

    forma processual, como forma de conferir maior agilidade e eficincia tramitao

    dos processos, melhorar a qualidade e transparncia do servio jurisdicional

    prestado e ampliar o acesso do cidado brasileiro justia.

    - Principio da Ubiquidade

    A nova sistemtica do PJe permitiu o acesso Justia a partir de qualquer

    aparelho eletrnico, computador, notebook, aparelhos celulares, entre outros, para a

    realizao de consultas e para a elaborao de peties, sentenas, e despachos,

    beneficiando todos os operadores do direito e a populao em geral.

    O PJe causou o rompimento das convenes espao-temporais, e das

    limitaes de tempo no que se refere aos horrios de funcionamento dos prdios.

    Hoje o acesso poder ser feito em qualquer momento do dia ou da noite, e o

    prazo para a realizao do peticionamento est ampliado at s 24h do seu ltimo

    dia.

    - Princpio da Publicidade

    O sistema do PJe disponibiliza os processos integralmente na rede mundial

    de computadores, permitindo que os autos sejam visualizados em qualquer local em

    que seja acessado.

  • 5

    Isso representa a garantia de publicidade no seu sentido mais amplo, j que

    para o processo fsico a publicidade de um processo est sujeita ida ao frum,

    compreendendo deslocamento das partes e advogados.

    Assegura-se, ainda, a eliminao de certas preocupaes, como a cargas de

    autos, fotocpias, autenticaes, carimbos, termos de baixa, etc.

    - Princpio da Economia Processual

    A adoo de recursos tecnolgicos vem permitindo que as varas que operam

    no sistema do PJe consigam eliminar atividades manuais e burocrticas:

    carimbagem, juntada, transporte fsico de papis e cadernos processuais, alm do

    atendimento pessoal s partes e aos advogados.

    Os serventurios passam a dispor de mais tempo para realizar tarefas de

    assessoria e pesquisa, auxiliando diretamente na elaborao da deciso judicial.

    Alm da melhor utilizao da mo-de-obra, tambm vem sendo possvel a

    reduo de espaos fsicos dentro dos fruns, eliminando-se as prateleiras.

    H de se lembrar ainda a diminuio do custo para o advogado com

    deslocamentos para realizao de atos processuais ou at mesmo com papel,

    sendo de grande auxlio para a preservao ambiental.

    E, em ltima anlise, a economia reflete diretamente na eficincia do servio

    pblico judicirio, encontrando o PJe respaldo tambm no princpio da eficincia no

    servio pblico.

  • 6

    - Princpio da Celeridade

    O PJe permitiu acabar com o tempo de inrcia do processo, ou seja, aquele

    em que os autos ficavam aguardando alguma providncia: remessa concluso

    para o juiz ou a remessa para manifestao do Ministrio Pblico.

    Trata-se da efetiva realizao do princpio constitucional da durao razovel

    do processo.

    - Princpios da Uniformidade e Unicidade

    O PJe adota a forma eletrnica, tornando homognea a tramitao e

    formao dos atos processuais.

    Por este princpio seria dispensvel a converso em papel, permitindo que

    apenas o formato eletrnico seja utilizado, desde a origem, na gerao das provas e

    posterior formao dos autos, at o final, na produo da deciso judicial.

    Futuramente at a coleta da prova oral dispensaria sua transcrio, fazendo

    com que as audincias sejam registradas por sistemas de udio e vdeo, evitando-se

    a demora na transcrio de depoimentos e deliberaes, e desafogando as pautas

    de audincias, sempre longas devido necessidade de coleta de informaes e sua

    posterior reduo a termo.

    Pelo Princpio da Unicidade, o PJe permitir a padronizao na prestao

    judiciria, ou seja, todos os tribunais trabalharo de forma homognea em qualquer

    unidade judiciria.

    A repetio dos procedimentos em todos os rgos do Judicirio facilitar a

    atuao do profissional do Direito, que ainda hoje precisa adaptar-se s diferenas

    existentes nas diferentes esferas da Justia, e nas diversas unidades da federao.

  • 7

    Algo simples feito pelo CNJ visando a padronizao foi a numerao nica

    dos processos.

    A padronizao e a racionalizao dos servios refletem diretamente nos

    princpios da celeridade e da economia processual.

    - Princpio da Formalidade Digital

    O PJe e seus atos so formados a partir de uma sequncia predefinida de

    passos, um fluxo de trabalho. As funcionalidades do sistema devem obedecer aos

    ritos processuais.

    A padronizao e a segurana dos atos realizados so elementos presentes

    no PJe. Entretanto, a formalidade digital no pode sobrepor-se ao rito processual,

    devendo caminhar lado a lado, sempre lembrando que o procedimento eletrnico

    objetiva viabilizar o bom andamento do processo.

    Em razo disso, no se pode admitir que uma nova formalidade processual

    seja introduzida somente porque se trata de processo judicial eletrnico. Por

    exemplo: no se pode admitir o indeferimento da petio inicial porque o advogado

    deixou de nomear os arquivos eletrnicos de documentos corretamente, ou ento

    porque deixou de incluir no sistema os dados de apenas um dos dois rus da

    demanda.

    Por outro lado, os op