Monografia João Pedagogia 2012

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pedagogia 2012

Text of Monografia João Pedagogia 2012

  • 1. 10 INTRODUOO presente trabalho de concluso de curso tem como temtica AImportncia da participao dos pais na vida escolar dos filhos. Durante arealizao deste estudo buscamos identificar como est a participao dos pais naescola dos filhos, se esto visitando a escola regularmente tornando-se parceiros doprofessor e no somente para tecer crticas a educao dos filhos. Essa educaotambm serve de instrumento que vai ajudar os pais no desenvolvimento de seufilho. Nos moldes escolares, a simples presena dos pais na escola assegura aosfilhos a importncia que a educao tem para a vida, tanto quanto a formaooferecida pelos professores. Portanto, nosso objetivo analisar a Importncia da Participao dos Paisna Vida Escolar dos Filhos. Viemos com essa linha de pesquisa desde o quartosemestre, por achar importante essa temtica que no contexto atual muitointeressante.Neste trabalho levaremos pblico todo nosso resultado para provocar umareflexo acerca do assunto, na perspectiva de contribuir com a melhoria dasrelaes entre a escola e a famlia. No captulo l, focalizamos o contexto histrico da participao da famlia naeducao dos filhos no decorrer da histria.No captulo ll, desenvolvemos as palavras chave demonstrando aimportncia da participao da famlia em toda vida escolar do aluno, bem como arelao escola-famlia.No captulo lll, apresentamos a metodologia, nosso lcus, sujeitos depesquisa e os instrumentos usados para a realizao deste trabalho.No Captulo lV, organizamos a interpretao dos dados, analisando as falasdos sujeitos adquiridas na pesquisa com a finalidade de buscar respostas para

2. 11nossa inquietao.Nas consideraes finais demonstramos nossa inquietao sobre a relaofamlia- escola, a valorizao da participao dos pais na vida escolar de seus filhos,pois acreditamos que este trabalho venha a ser significativo nas discusses queenvolvem famlia e escola. 3. 12CAPTULO I1. PROBLEMATIZAODesde sculos passados confiamos a educao de nossos filhos aosmestres-escolares, antiga denominao dos professores da poca, que ensinavam aler e a escrever em troca de alimentos e outras coisas, ficavam nas praas que era ocenrio onde desenvolviam seu trabalho. A sociedade foi tornando se maiscomplexa e com isso houve a necessidade de uma instituio prpria.Assim foram criadas as primeiras escolas, que de inicio abrigavam alunosoriundos de classe mdia pautada no modelo de ensino particular. Sendo privada aescola no era acessvel para a camada popular que por sua vez era muito carentedeste instrumento libertador; nesse perodo somente os abastados tinham acesso aoconhecimento. Esse modelo gerava monoplio e desta forma garantia os privilgiosda classe dominante. Suas imposies no encontravam resistncia por partedaqueles que permaneciam excludos do processo.Isso no significa que a classe popular era desprovida da educao, pois amesma tinha como base a educao familiar que era transferida s geraesvindouras. Como j sabemos nas famlias que o individuo recebe sua primeiraeducao, porm alguns pais, por diferentes situaes transferem para a escola estaresponsabilidade.Na sociedade contempornea a escola tem sido uma instituio com grandecarga de responsabilidade na educao de crianas e jovens. Porm os professoresreclamam reivindicando uma maior participao da famlia nesta educao. ParaNrici (1972): A escola existe para complementar a ao educativa do lar, na sua tarefa e preparar novas geraes para p exerccio pleno da cidadania. Atende tambm a sociedade, colaborando na formao do tipo de cidado que mais convm sua sobrevivncia e desenvolvimento (p.194). 4. 13Muitas famlias deixam seus filhos prpria sorte e carentes da atenofamiliar, mas a educao familiar referncia e apoio para os educadores queviabilizam, atravs da escola a formao das crianas. O modelo da educao atualnecessita do acompanhamento das famlias em todo o processo, visto que a escolaisolada no conseguir muita coisa, pois est sobrecarregada. A diviso deresponsabilidades alm de ser justa facilita o aluno em seu aprendizado e em suaformao integral.Reafirmamos que quanto maior a participao da famlia na escola maior sero rendimento educativo do aluno e diminuem-se os conflitos gerados pela assunode responsabilidades. A cobrana dos profissionais de educao legtima, pois nocenrio atual eles esto acumulando funes que por sua vez trazem atrasossignificativos para a educao e reflete nos alunos principalmente aqueles oriundosde famlias desestruturadas, que convivem com a violncia familiar e que trazemesta problemtica para a escola. Ao educador cabe, ento um papel educativo maisamplo para o qual no est preparado ou que no dispe de tempo para uma aomais eficaz junto ao aluno.Com isso, no queremos afirmar que o fracasso do aluno culpa da famliamas, em casos de alunos agressivos com os colegas e com os professores,desinteressados dentre outros comportamentos, algumas vm refletir os conflitosfamiliares e muitos at tentam encontrar ajuda no professor que por sua vez sente-se impotente com determinados situaes que fogem de seu domnio.Alguns diretores escolares so unnimes em afirmar que as reuniesorganizadas nas escolas onde os pais so convidados a participar, para juntosdiscutirem melhorias, expor dificuldades, sua provvel causa e apontar possveissolues. H uma ausncia elevada dos pais, isto , poucos comparecem, e outraparte ignora esse contato e alguns usam a escola simplesmente por obrigao parano perder o beneficio dos programas sociais mantidos pelo governo.Mas muitas famlias so preocupadas com a educao dos filhos nos doisaspectos, acompanham, participam atentamente e as que tm algum recursoinvestem pesado na formao e na qualidade educacional de seus filhos no ensino 5. 14privado que conseqncia do deficiente sistema pblico, que pouco se investe eno valoriza o profissional da educao. Esta falta de qualidade da educao pblica decorre da situao social-econmica e poltica de uma sociedade que coloca em questo uma prticaeducativa meramente adaptadora ao modelo de sociedade vigente, com contornosdesiguais e meramente reprodutora. Com a pouca contribuio do ambiente familiarpara a formao dos alunos, esse quadro de baixa qualidade ainda se torna maisgrave, pois dentro do lar que valores e os bons costumes, ou seja, a formao decarter do cidado acontece e responsabilidade da famlia. Sobre isso Aranha(1996) diz que: Em Roma antiga no havia instituies publicas de ensino, as crianas e jovens eram educados no dia-dia a partir do convvio social sob a proteo do pai. Era a figura paterna que possua a dever de educar a criana ou o jovem atravs da experincia, naquilo que a mesma teria de fazer ao crescer (p 72). A educao familiar a primeira que conhecemos e atravs dela vimos umhorizonte de oportunidade e sonhos e nossos pais so os primeiros professores quetemos. O ensino familiar bem fundamentado tem papel importante e ir refletir nocomportamento do ser humano e o maior tesouro que os pais podem deixar paraseus filhos. Os laos escola-famlia podem ser mais fortes. A famlia deve tornar-sepresente na escola, pois nela que o aluno permanece boa parte de seu tempo. Aescola o segundo lar e os que nela trabalham , so nossa segunda famlia, poistodos esto imbudos na tarefa de acolher e educar. O estreitamento dessa relaopossibilita dentre outros coisas o fortalecimento que facilita o desenvolvimentoescolar e moral da criana. Uma iniciativa que deve ser destacada a implantao e implementao dosconselhos escolares que funcionam como fora auxiliar no sentido de discutir eopinar sobre a melhoria da educao dos filhos, aproximando escola e famlia. importante, pois alm de contribuir nas decises da escola, tambm serve como 6. 15forma de atrair a famlia do aluno para a vivncia no espao escolar. Para Sampaio(2004): A famlia e a escola so essencialmente os plos referenciais para a formao dos seres humanos. Esta parceria exige a mobilizao da escola para que possa garantir a participao dos pais na sua dinmica relacional e filosfica, poltica e pedaggica (p12).O processo pedaggico ganharia maior solidez, se acompanhado pelainstituio familiar; os resultados seriam alcanados de maneira rpida e mais acontento. A presena familiar na escola contribuir para uma melhor formao dascrianas. No seria somente no final do ano letivo, quando pais invadem as escolaspara questionar apenas, sobre os resultados negativos de seus filhos.Diante da problemtica apresentada nossa inquietao conhecer: aimportncia da participao dos pais na vida escolar dos filhos.Atualmente nos meios sociais, a famlia espera da escola uma educaoimpecvel, entrega seus filhos a ela, no os acompanha e gradativamente voculpando a instituio escolar pelo mau comportamento e o declnio dos valoresmorais. Fazse necessrio que as duas instituies, famlia e escola, mostrem parao aluno a funo de cada uma delas. Isso facilita na hora de a criana buscarsuporte para suas carncias.Assim nosso objetivo de pesquisa : analisar a importncia da participaodos pais na vida escolar dos filhos.Portanto, esse trabalho traz reflexes importantes na perspectiva de, juntoaos professores conhecer a relao escola-famlia. Destacamos que essaparticipao deve ser efetiva e j podemos identificar alguns resultados positivos,nas escolas que abriram as portas para as famlias porque sentiram essanecessidade. Vemos que o ambiente influencia bastante na educao da criana esabemos que as famlias enfrentam seus problemas em cada fase dodesenvolvimento da criana. Durante o processo educacional, o educando enfrentadificuldades em cada fase da sua vida, nela ainda faltam discernimento em 7. 16diferenciar o certo e o errado, ento a famlia fazendo-se presente em todos osmomentos na vida da criana mais difcil ser esse educando seguir o lado oposto. 8. 17CAPTULO II2. QUADRO TERICO: EXPLORANDO CONCEITOS A partir da nossa problemtica cuja pesquisa traz como objetivo: analisar aimportncia da participao dos pais na vida escolar dos filhos, procuramos algunsaportes tericos para poder ajudar a responder nossas indagaes e discusses