Monografia Gilmara Pedagogia 2011

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pedagogia 2011

Text of Monografia Gilmara Pedagogia 2011

  • 1. 0 UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEBDEPARTAMENTO DE EDUCAO CAMPUS VII SENHOR DO BONFIM BA.PEDAGOGIA 2005.1GILMARA SILVA FRANAOS SIGNIFICADOS DO ESPAO FSICO ESCOLAR ALM DAS ESTRUTURAS FSICAS. SENHOR DO BONFIM BAMARO 2011

2. 1GILMARA SILVA FRANAOS SIGNIFICADOS DO ESPAO FSICO ESCOLAR ALM DASESTRUTURAS FSICAS.Monografiaapresentada comorequisito para avaliao da disciplinade Monografia, do curso dePedagogia da Universidade doEstado da Bahia UNEB.Orientadora: Prof Msc Rita Braz deConceio Melo SENHOR DO BONFIM BAMARO 2011 3. 2 GILMARA SILVA FRANAOS SIGNIFICADOS DO ESPAO FSICO ESCOLAR ALM DASESTRUTURAS FSICAS.Aprovada em _____de _____________ de 2011.________________________________________Prof Msc Rita Braz de Conceio Melo (Orientador) ______________________________________ Avaliador (a) _____________________________________ Avaliador(a) 4. 3Aos profissionais de educao quecontribuem e do um significado ardua tarefa de educar. 5. 4AGRADECIMENTOSAo meu Deus por ouvir minhas preces e anseios e dar me coragem nosmomentos mais difceis.Aos meus pais Vadir e Zenilda, pelo amor e esforos para auxiliar na minhaformao e mesmo com pouco estudo sempre me mostraram o melhorcaminho a seguir.Aos meus queridos irmos Gilmar e Gilberto sempre to perto, sempre topais, sempre acolhedores em qualquer momento. Amo-os!A minha pequena Giovana pela inocncia em no entender minhas ausnciasdurante o curso e por sempre est com um sorriso lindo ao me encontrar. Vivopor ela que me d todo o amor que necessrio.As minhas cunhadas Valdirene e Rita pelo apoio. Em especial a Val por muitasas vezes que supriu minhas ausncias de me para que eu pudesse frequentara Faculdade.Ao meu amvel companheiro Fbio por me encorajar, apoiar, compreenderminhas angstias, pela pacincia, agradeo pelas palavras ditas. Seu apoio foide extrema importncia para que eu chegasse at aqui. Deus te desenhou,Deus criou voc e deu pra mim.As minhas amigas de faculdade e de tantas coisas mais... Ela, Gilmara Bispo,Janete, Lndia, Lia, Letcia e Viviane sei que vocs sabem o quo foi rduaessa trajetria, mas as conversas (inmeras foram estas), as risadas, asangustias nas vsperas das apresentaes, os passeios, as festas, asconfisses, todos os laos que criamos serviram de estimulo para continuar esei que levaremos para o resto de nossas vidas. posso estar longe, muitolonge sim, mas por te amar sinto vocs perto de mim... 6. 5A minha admirvel amiga Viviane Brs pelo apoio dado, por dedicar seu tempo,mesmo gestante no se cansar em me aconselhar, pelas cobranas que meserviram de estmulo, por todas as horas que dedicastes junto a mim para afinalizao deste trabalho.Aos meus colegas de trabalho Alailson, Aline, Bebeto, Jair, Jefferson, Lucas,Marcelo, Rose e Smith que me apoiaram nos momentos finais, suprindominhas ausncias e entendendo minhas angstias.A minha amiga de infncia, porm presente at hoje Mrcia, no consigocontar as inmeras vezes que a ouvir perguntar sobre o andamento destetrabalho, pelos conselhos dados. Obrigada.A Prof Rita Braz de Conceio Melo pelas orientaes, pelo tempo dedicadoapesar de tantas tarefas, pude contar com minutos de pausa para me atender eentender.Muito obrigada a todos, pois essa conquista fruto de todo incentivo e apoio decada um de vocs. 7. 6 RESUMOO presente trabalho monogrfico se constituiu em fazer uma reflexo sobre ossignificados que os profissionais da Educao Infantil do ao espao fsicoescolar, considerando que este deve ser um espao seguro, convidativo queproporcione o desenvolvimento do ensino aprendizagem, atenda os direitos dainfncia respeitando assim sua dignidade. Diante desse contexto buscamosrespaldo para as nossas reflexes nos autores: Kramer (1991, 1998, 2006),Gentili (2008), Kishimoto (2002), Angotti (2006), Piaget (1971), Frizon (2008),Brasil (1999, 2006) dentre outros. O lcus para a pesquisa foi a EscolaMunicipal nossa Senhora do Perptuo Socorro e tiveram os profissionais daEducao Infantil como sujeitos da pesquisa. Os caminhos metodolgicosutilizados foram subsidiados na abordagem qualitativa, pautados nos seguintesinstrumentos de coleta de dados: questionrio fechado e questionrio aberto.Por fim analisamos os discursos destes profissionais e identificamos que estescompreendem quais as necessidades de um espao fsico adaptado paracrianas, mas reduzem seus significados apenas estrutura fsica.Conceitos-chave: Significados, Profissionais da Educao, Educao Infantil,Espao Escolar. 8. 7 SUMRIOINTRODUO ................................................................................................. 10CAPTULO I ..................................................................................................... 12 1. CONTEXTUALIZANDO ESPAO FSICO E EDUCAO INFANTIL ...... 12CAPTULO II .................................................................................................... 17 2.COMPREENDENDO OS CONCEITOS DA PESQUISA............................ 172.1 Significados: Sua importncia no contexto do espao escolar............ 172.2 Profissionais da Educao Infantil como agente transformador .......... 202.3 Educao Infantil e espao escolar: algumas consideraes ............. 222.4 Espao fsico Escolar: ......................................................................... 24 2.4.1 Conceituando espao fsico escolar ............................................. 25 2.4.2 A utilizao do espao fsico escolar ............................................ 26CAPTULO III ................................................................................................... 28 3. METODOLOGIA ....................................................................................... 283.1 Instrumentos de coleta de dados ........................................................ 29 3.1. 1 Questionrio fechado e aberto..................................................... 29 3.2 Lcus ............................................................................................... 30 3.3 Sujeitos ............................................................................................ 31CAPTULO IV................................................................................................... 32 4. ANLISE E INTERPRETAO DOS RESULTADOS .............................. 324.1 Perfil dos Sujeitos................................................................................ 32 4.1.1 Gnero.......................................................................................... 32 4.1.2 Faixa Etria .................................................................................. 33 4.1.3 Cor ................................................................................................ 34 4.1.5 Tempo de atuao ........................................................................ 35 4.1.4 Formao ..................................................................................... 36 4.1.6 Turnos que trabalha...................................................................... 374.2 Anlise do questionrio aberto ............................................................ 37 4.2.1 O espao fsico como garantia e respeito dignidade ................. 38 4.2.2 Espao fsico como recurso para o processo de ensino - aprendizagem ........................................................................................ 425. CONSIDERAES FINAIS ......................................................................... 48 9. 8REFERNCIAS ................................................................................................ 50ANEXOS 10. 9LISTA DE FIGURASFIGURA 01: Faixa etria........ .................................................................33FIGURA 02: Cor........................................................................................ 34FIGURA 03: Tempo de atuao ............................................................... 35FIGURA 04: Formao.......... .................................................................. 36 11. 10 INTRODUO A Educao infantil nas ltimas dcadas foi fruto de diversas reformas econquistas, pois se tornou perceptvel a valorizao que deve se dar a infnciae entender que essa fase a base para formao de homens crticos e quenela est a responsabilidade pelo desenvolvimento do ensino aprendizagem deforma integral. Melhorar a educao e dar condies dignas de estudo paracrianas est se tornando objetivo dos profissionais da educao e garantidopela legislao. Ao se falar em qualidade e valorizao da Educao Infantil nos remetea pensar sobre os espaos escolares, mais precisamente o espao fsicodestas instituies que abrigam crianas, por acreditar que para recepcionaresta fase os espaos necessitam de estruturas especficas que alm degarantir segurana, seja acolhedor, atrativo, proporcione prazer em estar ali,colabore no desenvolvimento do ensino aprendizagem e que este no fiquerestrito apenas nas salas de aula. Foi a partir dessas compreenses que este trabalho objetivou identificarquais os significados que os profissionais da Educao Infantil do ao espaofsico escolar. Este trabalho est dividido em quatro captulos que nos mostra como sedesencadeou esta pesquisa: No capitulo I, problematizamos os avanos da educao infantil, aimportncia do espao fsico e o quanto o contexto histrico da educaoinfantil e os conceitos de infncia so representativos para a estrutura fsicados espaos escolares. No capitulo II, nos aprofundamos nos conceitos de educao infantil e doespao fsico escolar, nos embasamos em tericos que nos auxiliou a 12. 11conceituar as palavras chave: Significados, Profissionais da Educao,Educao Infantil, Espao Escolar.No capitulo III, descrevemos os caminhos metodolgicos que nortearama pesquisa que se pautou na abordagem qualitativa e ainda descrevemos osinstrumentos que auxiliaram na coleta de dados.No capitulo IV, apresentamos o resultado das informaes adquiridasatravs dos instrumentos de coleta de dados. Para melhor compreenso eorganizao dos dados, estabelecemos duas categorias evidenciando ossignificados que